Inglesa diz ter feito sexo com 20 fantasmas e agora quer engravidar de um

Amethyst Realm não quer saber de homens. Pelo menos de carne e osso. A moradora de Bristol (Inglaterra) prefere levar para a cama… fantasmas! Sim, fantasmas!

A inglesa de 27 anos define-se com uma conselheira espiritual. Alguns anos atrás, Amethyst e o então noivo mudaram-se para uma nova casa. Nessa residência, Amethyst disse ter sentido a presença de uma “estranha entidade”.

“Começou como uma energia, depois se tornou algo físico”, comentou ela. “Houve uma pressão sobre as minhas coxas e um ar quente contra o meu pescoço. Eu senti-me segura. Fiz sexo com um fantasma. É difícil explicar, havia peso e ao mesmo tempo faltava peso sobre mim”, emendou.

O relacionamento com o fantasma durou três anos. Terminou quando o marido chegou a casa e viu um vulto masculino passar pela janela. A “traição” acabou em divórcio.

Mas o sexo espiritual não parou por aí. Amethyst já foi para a cama com… 20 fantasmas!

Agora, já só falta engravidar de um espírito! É o que quer. “Já pesquisei sobre gravidez com fantasma. Há uma possibilidade se existe um fantasma dentro de você, mas ainda não se sabe como concluir o processo”, disse a inglesa.

Desde tempos remotos podem ser encontrados casos de pessoas que alegadamente reivindicaram ter tido intimidade de cunho sexual com fantasmas, espíritos, entidades e seres demoníacos. O fenómeno é conhecido como espectrofilia.

Estudo afirma que mulheres têm orgasmos melhores se parceiro for engraçado e rico

Quer satisfazer uma mulher na cama? Aumente o tamanho da sua carteira, ou melhor aumente a quantidade de dinheiro no seu interior e aprenda algumas piadas engraçadas. Pelo menos é o que diz um recente estudo sobre a intensidade do orgasmo feminino.

De acordo com o psicólogo George Gallup e dos seus colegas da Universidade de Albany, nos Estados Unidos, a frequência e satisfação sexual das mulheres estão diretamente ligadas ao parceiro ser engraçado, autoconfiante e pertencer a uma família com rendimentos elevados.

Para realizar a pesquisa, os profissionais entrevistaram universitárias heterossexuais sobre quantas vezes elas tinham orgasmos durante o sexo. Além disso, foram analisados os rendimentos familiares do seu parceiro, medidas do corpo, personalidade e o quanto eles eram bonitos – este item foi avaliado pelos amigos da mulher para dar uma pontuação menos tendenciosa.

Os resultados concluíram que a intensidade do orgasmo estava relacionada com a forma como as mulheres eram atraídas pelos seus parceiros, quantas vezes o casal tinha sexo por semana e a satisfação sexual do parceiro. Outras associações mostraram que as mulheres que têm orgasmos mais intensos estão com parceiros que os amigos classificaram como sendo mais bonitos. Já os homens mais ricos tinham as namoradas mais satisfeitas sexualmente, o que não estaria ligado com a intensidade dos orgasmos ou a frequência de sexo.

Via Poptrash

Sexo e futebol: 4 em 10 homens preferem futebol na TV a sexo na cama

futebolUma pesquisa conduzida pela consultora inglesa 72 Point, a pedido da marca de preservativos Durex, concluiu que, em época de Mundial de Futebol, dois em cada cinco homens admitem que recusariam sexo para ver futebol na televisão. Realizada com 2.000 homens do Reino Unido no inicio deste mês:

  • 40% dos homens recusariam sexo com as suas parceiras para ver futebol.
  • 37% fariam sexo, mas apenas se pudessem manter a TV ligada, com um olho grudado no ecrã.
  • 42% dos entrevistados afirmaram que, caso estivessem a fazer sexo, tentariam apressar a relação para acabar logo e ir ver o jogo.
  • 1 em cada 3 homens acha que um jogador fingir falta em campo é pior do que uma mulher fingir orgasmo.

As suas preferências sexuais afinal estão escritas na… sua cara!

rostoA sua cara pode dizer mais de si do que pensa, mais, pode mostrar mais de si do que imagina, como uma espécie de radiografia que revela muito para além daquilo que vemos a olho nu.

Com base na arte milenar chinesa de leitura facial, a sexóloga britânica Tracey Cox resolveu fazer um estudo da personalidade sexual e chegou às seguintes conclusões:

Bocas pequenas atingem rapidamente o orgasmo, mas bocas grandes também são bons amantes, pouco egoístas e que se demoram a dar prazer aos companheiros ou companheiras.

Sobrancelhas pequenas e finas revelam pouco interesse no sexo. São pessoas muito mais racionais. Pelo contrário, as sobrancelhas farfalhudas dizem do outro que é um bom parceiro sexual e com muita queda para novas experiências eróticas.

Descemos até aos olhos.A sexóloga faz a distinção entre os olhos claros, que se satisfazem rapidamente, e os olhos negros diz que estes são «dinamite na cama», como cita o «Daily Mail».

Narizes empinados recebem quase nota negativa, ao contrário dos batatudos que gostam de fazer sexo e fazem imenso sexo.

A partir do momento que ler este texto, já não vai dizer tão mal das rugas, do queixo ou dos olhos, porque podem não dizer assim tão mal da sua performance sexual.

Brincadeiras de fora, o estudo do rosto é algo que apaixona investigadores há muito, já que a cara pode ter sete mil expressões diferentes e tal como as impressões digitais, nem os gémeos verdadeiros são iguais.

Via: TVI24

Artistas holandesas cantam enquanto têm orgasmos

orgasmoAs cantoras da banda holandesa Adam tiveram a excitante ideia de gravar o vídeoclip da sua nova música “Go to Go” usando um vibrador e tentando manter “a compostura” enquanto cantam. Sanne den Besten, Suzanne Kipping e Anna Speller bem que tentaram cumprir o “plano”, mas ele não saiu conforme o pretendido.

A banda de música electrónica tornou-se conhecida após gravar uma versão da música “Royals”, da cantora Lorde. Ativas politicamente, as cantoras gravaram a música “Hit Me Again”, que faz uma crítica à política anti-gay da Rússia. Na Holanda, a crítica musical tem classificado o estilo da banda Adam como algo entre a banda russa Pussy Riot e as “Spice Girls”.

Via:PNF

Vídeo: mulher teve orgasmo de 2 horas e acabou no hospital

insolitoUma mulher recém casada no Reino Unido teve que recorrer a um hospital após fazer sexo com o seu marido. Coisas que acontecem…

Bem, apesar de serem coisas que acontecem, tal não se deveu a nenhuma prática esquisita ou de sadomasoquismo… Tudo porque após o ato sexual terminar a mulher teve um orgasmo que não mais parava. Só duas horas depois, e já no hospital, a mulher viu o seu sofrimento (orgasmo)  parar.

Segundo a vítima, nos primeiros 10 minutos ela pensou que estava a viver um momento fantástico com um orgasmo daquele “tamanho”. “Isto é incrível ” pensou ela. Mas a tormenta estava só a começar e passou de incrível a esgotante! Continua: “É muito embaraçador, nunca vou esquecer!

Enquanto a mulher sofria o marido, que a acompanhou ao hospital, filmou tudo!

Desde 24 de abril, dia em que vídeo foi colocado na internet, já quase 2 milhões de pessoas o viram.

Barriga de Cerveja!? Saiba porquê!

barriga-cerveja-grandeA resposta (ao título) é óbvia: cerveja! Sim. Mas vamos detalhar mais a problemática.

Quando bebe muita cerveja, o fígado é obrigado a trabalho extra para “tratar” do álcool ingerido. Agora, como muitas vezes acontece, junto com a cerveja são ingeridos alguns aperitivos, umas batatas fritas, uns amendoins e aí calorias estão para ficar! Já a própria cerveja é coisa muito calórico, na ordem de cerca de 150 calorias por unidade.

Ok, e a barriga!? Pois, a resposta é mais ou menos simples: tem a ver com o género e a idade!

[toggle title=”leia também” state=”open” ]

A posição em que o casal dorme revela quão forte é o relacionamento

Estudo: mulheres fingem orgasmo… para chegar ao orgasmo

Cientista francês conclui: sutiãs são inúteis!

Os seus atores preferidos… quando era jovens. Veja a comparação.

[/toggle]

Após os 35 anos a maioria dos metabolismos dos homens começam a desacelerar (a processar mais lento e até a não processar na totalidade o álcool ingerido).

Eis que surge outra pergunta pertinente: mas porque os homens tem barriga de cerveja e as mulheres não? A questão é que a gordura se aloja em locais diferentes consoante se é homem ou mulher! Enquanto no homem a gordura se aloja, de facto no abdómen, provocando a tal “barriga de cerveja”, na mulher ela distribui-se pelos sitios habituais nas mulheres: coxas/ancas e nádegas.

[ads2]

[divider] [box type=”info” ][/box]

Não fique com esta história só para si! Partilhe com os seus amigos:

Estudo: mulheres fingem orgasmo… para chegar ao orgasmo

prazerUma pesquisa americana mostrou que 68% das mulheres já fingiram orgasmo alguma vez, apenas para não magoar o parceiro. Mas um novo estudo provou que também existe uma razão mais egoísta para todo este «fingimento». Segundo a «Time», investigadores das universidades de Temple e Canyon entrevistaram 481 mulheres sexualmente ativas e concluíram que as mulheres também fingem orgasmos para as ajudar a chegar ao… orgasmo.

O estudo trabalhou com uma amostra de mulheres solteiras e que mantêm sexo casual, e descobriu as quatro principais razões que levam as «parceiras» a «fingir»:

[checklist]

1ª – a razão tradicional de não ferir os sentimentos do parceiro.

2ª – «medo e insegurança», isto é, as mulheres fingem para evitar sentimentos negativos associados à experiência sexual.

3ª – a «nova razão», as mulheres «fingem» para aumentar o próprio desejo sexual e realmente atingir o clímax.

4ª – as mulheres admitiram forjar o orgasmo para terminar a relação sexual.

[/checklist]

A «nova» razão, tem por base a linha do pensamento positivo, isto é, quando alguém se imagina a atingir um objetivo, consegue realmente alcançá-lo. Fingir o orgasmo também poderá deixar o parceiro mais excitado, e a constatação por parte da mulher, pode resultar em mais excitação para a sua parte.

[box type=”info” ][/box]
Via: tvi24.iol.pt

Sexo: quem faz mais e melhor!?


Quando falamos de sexo os portugueses não dão parte fraca! Segundo uma pesquisa de uma marca de preservativos – feita em 37 países e envolvendo 30.000pessoas-, 85% dos portugueses dizem ter sexo pelo menos uma vez por semana! Ainda assim os colombianos lideram o “ranking mundial” pois 89% daquele povo diz fazer sexo pelo menos uma vez por semana! Portugal fica-se, então, pelo 4º lugar deste ranking a par dos chineses e apenas atrás, para além dos colombianos(os tais 89%), dos indonésios(88%) e russos(88%)!
Na cauda (37ºs) os japoneses pois só 27% da população faz sexo pelo menos uma vez por semana. Já os ingleses ficam-se pela 36ª posição mas com mais do dobro (55%) dos últimos classificados japoneses. A média é de 71%.

Sexo seguro

No que toca a sexo seguro, aí Portugal vai para os últimos, pois ocupa a 34ª posição a par da Croácia, ambos com 47% da pessoas a usarem preservativo na última relação sexual que diz ter tido.. Esta tabela é liderada pela China com 77%. O Brasil é 6ª desta lista com 67%. Atrás de Portugal só mesmo a Nigéria (46%) a República Checa (38%).  A média é de 60%.

Preliminares

E quem gasta mais tempo nos preliminares!? Os gregos! Eles dedicam-se às carícias “pré-sexo” durante 21,2 minutos. Logo de seguida os brasileiros que se ficam pelos 20.8 minutos. Já os tailandeses não estão com meias medidas e 11.2 minutos chegam! A média é 16.9 minutos de preliminares.

Duração do ato

Se Hong Kong se ficava pelo 35º lugar quanto aos preliminares (com 13.1 minutos), agora passa para a liderança quanto à duração do ato. Eles “aguentam-se” 29.4 minutos na mesma relação sexual. Os brasileiros que já eram segundos quanto à duração dos preliminares são novamente segundos quanto à duração, pois as suas relações sexuais prolongam-se por 27.2 minutos! Os franceses por seu lado, ocupam a cauda da lista (37ª) pois o ato fica-se pelos 14.3 minutos. A média é de 19.2 minutos.

Orgasmo

Números e mais números e, afinal, o prazer onde fica?

Bem, quanto ao prazer a Europa domina! O ponto “G” do prazer situa-se na Europa Central, pois 75% dos hungaros atinge o orgasmo! Logo após os gregos com 71% e os espanhóis com 70%. Na cauda da tabela quanto ao prazer, os asiáticos pois apenas 23% dos chineses atinge o orgasmo.




Conheça o nosso parceiro VIP:
Colmeia: O melhor dos blogs

Campanha eleitoral na Espanha associa voto a orgasmo

A  campanha eleitoral para a eleição do Parlamento da Catalunha, que se realiza a 28 de novembro está a causar a indignação de algumas pessoas e de alguns partidos políticos locais. O motivo é um vídeo de apelo ao voto sobretudo dirigido ao eleitorado mais jovem e que usa cenas de uma mulher aparentando ter um orgasmo ao inserir o voto na urna

Um partido político local classificou o spot comercial de “imundície” e acusou-o de “atacar a dignidade das mulheres”.

A estratégia foi adoptada como uma forma bem humorada de justificar o slogan do partido: “votar é um prazer”.

Vídeo:

Redacção: arcodavelha.eu

Orgasmo no parque de diversão

O vídeo mostra mulher a ter um orgasmo sozinha enquanto “voava” num brinquedo de um parque de diversões. Aos 40 segundos ela diz ao namorado que está a ter um orgasmo… Ele ri-se, pensando que ela está a brincar, mas depois olha com mais atenção e pergunta-lhe se ela está a falar a sério ao que ela lhe responde que sim! Ele desata a rir ainda mais e ela ainda solta algumas obscenidades daquelas que se proferem durante o acto, tais como “Fuck me!”… Termina com ela a dizer ao namorado, Peter, que os orgasmos com ele são bons mas aquele foi “realmente louco”!

Qual a melhor hora para fazer “o amor”?

sexo-explicitoUm  estudo alemão revelou agora que o sexo depende, não só dos factores a que estamos habituados, como por exemplo das preferências pessoais, local, companheiro(a), cansaço/situação, mas também da predisposição do corpo para o sexo o que só acontece a determinadas alturas/horas do dia.

O líder do estudo, Peter Platz, especialista nesta área das ” curvas do desejo”, encontrou pontos de coincidência entre homens e mulheres, onde chegou à conclusão de que as melhores horas para fazer o amor e em que as curvas(do desejo) de ambos os sexos coincidem é entre as 9 e as 16 horas.

Ás 9 horas da manhã o corpo de ambos está pronto para a acção. Então o que sucede ás 9 da manhã? As endomorfinas alcançam o seu nível máximo nas mulheres e nos homens as hormonas sexuais encontram-se a um nível 50% mais elevado que no resto do dia.

Pode parecer esquisito mas à noite não é a melhor altura.

Aqui ficam os horários mais propícios:

08:00 a 10:00 horas

Mulher: está pronta para o sexo, o seu nível de endormorfinas pode estar no máximo neste horário. Não será preciso muito tempo para  ficar excitada.

Homem: a sua mente estará concentrada no seu trabalho. O seu nível de testosterona está em níveis aceitáveis.

10:00 a 12:00

Mulher: Pode ter grades doses de prazer no sexo oral.

Homem: Estará muito pensativo a esta hora, assim poderá dedicar-se ao sexo sem nenhum pudor.

12:00 a 14:00

Mulher: é muito difícil concentrar-se em sexo a esta hora.

Homem: gostaria de ter algum jogo sexual se a sua parceira estivesse disposta. Ela,a esta hora,  estará muito preocupada com outras coisas.

16:00 a 18:00

Mulher: a maioria das mulheres são capazes de ter sexo a esta hora. E não querem apenas uma rapidinha, mas sim algo intenso, longo e efectivo o que a encantará.

Homem: pronto para a acção e ter sexo lento e cuidadoso mas também com muito vigor.

22: 00 a 00:00

Mulher: os seus níveis de melatonina (a hormona do sono) aumentam. A sua excitação decresce, sem contudo ela  deixar de se sentir mais romântica  e excitada que antes.

Homem: sente-se totalmente relaxado mas ainda não a dormir.

00:00 a 06:00

Mulher: o seu corpo necessita descansar. Ainda assim, muitas mulheres que nunca tiveram um orgasmo reportaram que a esta hora obtiveram grandes doses de prazer, quando estão meio a dormir. Mas para isso o seu parceiro deve estar totalmente desperto.

Homem: Dorme profundamente. Demorará muito tempo a desperta-lo. Se ela quiser ter sexo a esta hora, terá que fazer muita coisa para o despertar.

Concluindo, quando quiser ter sexo deve escutar primeiro o parceiro(a) e o… corpo!

Mulheres peludas tem mais prazer no sexo

peludaUma nova investigação demonstrou que as mulheres mais peludas, que precisam dar mais ‘manutenção’ às suas depilações, tem mais prazer no sexo do que as demais.

Como as mulheres mais peludas tem maiores níveis de testosterona tanto o clitóris quanto o ponto G parecem responder à hormona. Mulheres capazes de alcançar o orgasmo com a penetração tem tecido mais espesso na região entre a uretra e a vagina. Portanto agora é mais fácil determinar uma das causas pelas quais algumas mulheres alcançam mais orgasmos do que outras.

Muitas mulheres não sentem orgasmos apenas com a penetração apesar de haver uma gama de tratamentos que incluem injecções no ponto G, géis, e dicas para alcançar o orgasmo. Mas é claro que uma taxa maior de testosterona não é o único factor: existe uma grande quantidade de condições físicas e psicológicas que podem impedir o prazer no sexo.
Fonte: Youtango