Cidade da Suécia cria museu para comidas repugnantes

O nome da nova atração turística de Malmo (Suécia) pode assustar muita gente com estômago mais sensível: Museu da Comida Repugnante.

Estão em exposição, entre outras dezenas de “delícias”, um vinho de arroz que contém pénis de três animais (foca, veado e cão), e um queijo afrodisíaco cujo gosto remete a gasolina e amónia (na imagem acima).

Uma das ideias do museu é mostrar que o conceito de “repugnante” pode variar de cultura para cultura, além de incentivar o consumo de alternativas fontes de proteína, como os insetos.

“Achei que seria interessante dedicar um museu não aos alimentos mais bonitos e mais saborosos, mas à comida mais nojenta do mundo”, disse 
à “Lonely Planet”, Samuel West, curador do museu.

Casal bebe demasiado na lua-de-mel e acaba por comprar o hotel

A história começou em Junho do ano passado. Gina Lyons, de 33 anos, e Mark Lee, de 35, casaram-se e prepararam a lua-de-mel para Dezembro desse ano num hotel rústico junto à praia no Sri Lanka.

A mulher conta que, embora a conversa inicial tenha sido enquanto estavam sobre o efeito de bebidas alcoólicas, as conversas seguintes  aconteceram também enquanto o casal estava… alcoolizado!

Na primeira noite no país asiático, o casal bebeu um pouco mais que devia e, ao receber a notícia – por parte de empregados do bar – de que o contrato de arrendamento daquele hotel estaria a acabar, decidiram assumir o aluguer.

O casal com a sua compra “intempestiva” ao fundo… 

Assim, a partir do dia 1 de Julho, Gina e Mark tornaram-se oficialmente os donos do “Lucky Beach Tangalle”, pagando uma renda anual de cerca de 11.500€. Isto durante três anos.

“Quando caminhávamos junto ao hotel, vimos um grupo de homens cingaleses que ainda estavam alcoolizados da noite anterior e começámos a beber com eles”, afirmou Gina ao jornal britânico Daily Mirror.

“Depois de descobrirmos o valor da renda” pensámos que seria uma ideia brilhante comprar o hotel – por estarmos tão bêbedos”, contou a britânica. “Agora, quase um ano depois desta ideia alcoolizada, somos donos do hotel e começámos a torná-lo nosso.”

“No dia seguinte fomos conhecer um casal idoso que nos explicou como renovar a renda sozinhos mas, como não entendíamos a maior parte do que diziam, continuámos a beber rum enquanto eles falavam”, explicou Gina.

A nova dona do hotel contou que não foi barata toda esta situação: além dos quase 35 mil euros da renda (pelos 3 anos), eram necessários mais oito mil euros em licenças de construção e imobiliário e sete mil euros na renovação do estabelecimento.

Apesar de um dificuldades iniciais no negócio, o casal tem agora clientes regulares e já quase cobriu o investimento feito enquanto estavam alegres. No entanto, Gina e Mark assumem que, a partir de agora, as suas decisões serão feitas apenas enquanto sóbrios.

Carro atravessa Ponte 25 de abril com cama no tejadilho

Aqui pelo Arco da Velha é comum falarmos de coisas inusitadas transportadas em carros. Mas normalmente de outras paragens. Mas desta vez tudo se passou no nosso país!

Uma cama de solteiro a passear na Ponte 25 de Abril, em Lisboa, pode bem ser um feito inédito. O facto não passou despercebido aos condutores que no mesmo momento usavam também a mesma via e que fizeram “o favor” de filmar! Não acredita? Veja!

Mas o mistério durou pouco, sendo verdade a versão que um ouvinte da Rádio Comercial contou.  João, umas das pessoas que seguia no dito corro com a cama no tejadilho diz ter-se tratado de “uma brincadeira de uma despedida de solteiro”.

O objetivo, explicou o João, era pregar uma partida ao noivo, trocando-lhe a cama de casal por uma cama de solteiro.

Tudo terá acabado bem.

Empresa lança cerveja feita com bactérias colhidas em cuecas de modelos femininas

Em 2016, uma empresa de Varsóvia (Polónia) lançou uma campanha de crowdfunding para criar uma cerveja usando bactérias vaginais da modelo checa Alexandra Brendlova.

Deu certo. Dois anos depois, a Order of Yoni (yoni é a palavra em sânscrito para vagina), lançou o produto. Mas não com a inicial “musa” inspiradora Alexandra.

Os lactobacilos (bactérias do ácido láctico), o tal ingrediente diferenciado da cerveja polaca, foram colhidos das cuecas de duas outras modelos de moda íntima, identificadas como Paulina e Monika (na foto ao lado).

A Order of Yoni garantiu higiene total na fabricação, afirmando que as modelos passaram por rigorosos exames ginecológicos e que o processo para isolar as bactérias removeu todos os elementos que poderiam ser nocivos.

Vereador sueco propõe pausas no trabalho de uma hora… para sexo!

Os suecos deveriam ser autorizados a ter uma pausa de uma hora no trabalho para terem relações sexuais com os seus parceiros, propôs um vereador de uma pequena cidade daquele país.

“Há estudos que mostram que o sexo é saudável”, disse Per-Erik Muskos, de 42 anos, o vereador da cidade de Overtornea (norte da Suécia) que apresentou a moção para a pausa sexual.

Em declarações à agência francesa AFP, o vereador disse que a sua proposta visa melhorar as relações pessoais dos cidadãos. Per-Erik Muskos considerou que na sociedade atual os casais não passam tempo suficiente um com o outro e a sua proposta é “sobre melhorar os relacionamentos”.

O vereador reconheceu que não haverá forma de verificar se os empregados não usam a sua hora para outros fins que não seja estar com os parceiros.

Per-Erik-Muskos

“Não podemos garantir que o trabalhador não vai antes dar uma volta”, disse Muskos, acrescentando que os empregadores precisam de confiar nos seus empregados. Acrescentou ainda que “não vê qualquer razão” para que a moção seja chumbada.

Sem contar com os finlandeses e os franceses, os trabalhadores a tempo inteiro suecos são os que trabalham menos horas, com uma média de 1.685 horas em 2015.

Os britânicos trabalharam em média 1.900 horas e os alemães 1.847 horas em 2015. Os portugueses, cerca de 1796,6 (em 2016)

Via : JN

Mulheres que tenham pelo menos sete parceiros sexuais ficarão inférteis

“Se a mulher tiver sete homens antes do nascimento do primeiro filho, há 100% de chance de ela ficar infértil”… Quem o diz é o ministro da Saúde da Chuváchia (ou Tchuváchia).

“Se a mulher tiver sete homens antes do nascimento do primeiro filho, há 100% de chance de ela ficar infértil”, disse o Ministro Vladimir Viktorov numa palestra, segundo reportagem da emissora russa Rain. Na plateia de 200 pessoas estava o presidente da Chuváchia, Mikhail Ignatyev.

A declaração do ministro, de 48 anos, teve grande repercussão nas redes sociais. “Está claro que algumas pessoas ainda não se distanciaram muito em termos evolutivos em relação aos macacos”, protestou uma internauta.

“Não sei se rio ou choro. E por que sete homens? Por que não seis ou oito?”, lamentou outra.

Mas se pensam que só ele pensa assim, desenganem-se! Uma outra autoridade da Saúde na Tchuváchia concordou com Viktorov. “Não aconselhamos a brincar à roleta russa com o seu corpo. Você pode não ter sorte”, comentou o médico Sergei Milayev.

Esta não foi a primeira vez que o tema aparece oficialmente na Federação Russa, cujo governo é constantemente acusado de promover cruzadas moralistas e supremacistas. Anna Kuznetsova, assessora do presidente Vladimir Putin para assuntos femininos, já declarou: “Se uma mulher tem vários parceiros, é altamente provável que ela tenha um bebé fraco, por causa da mistura de informação.

Nota de rodapé: Chuváchia é, para quem não sabe (e eu confesso nem sequer sabia que existia)  uma das mais pobres repúblicas da Federação Russa. Site (em russo, claro 😀 ) aqui.

Mapa da Federação Russa | Chuváchia (assinalada a vermelho) | Bandeira no canto superior direito

Com 15 graus negativos, 4 britânicos foram apanhados nus em cima de cavalo

Letónia, 1 de dezembro de 2010, 15 graus negativos… Quatro turistas britânicos foram presos, após terem sido apanhados a montar um cavalo em tamanho real (mas feito em madeira)… completamente nus!

Segundo a polícia, os quatro homens estavam a posar para fotos no momento da sua prisão em Riga e estavam, claramente, sob a influência de álcool.

As filmagens da brincadeira já foi colocada no YouTube, onde já atraiu mais de 160 mil curiosos (apenas disponível para utilizadores com conta no Youtube – veja aqui).

Depois de terem sido levados para uma esquadra da polícia mais próxima para, entre outras coisas, vestirem as suas roupas, os quatro homens, na casa dos 30 anos, foram acusados de vandalismo. Foram-lhe aplicadas multas de valor a rondar os 100€.

Devido a problemas recentes de vandalismo de espaços públicos da cidade de Riga feito por turistas, principalmente britânicos, como pro exemplo urinar no Monumento à Liberdade, um monumento histórico da cidadde, as autoridade estão mais alerta e são mais duras com os infractores.

O grande cavalo de madeira faz parte da “decoração” da cidade de Riga (capital da Letónia) e fica do lado de fora de uma loja de jóias, ao lado da igreja de São Pedro.

A prisão dos quatro homens nus ocorreu perto do local em que o autarca da cidade havia ligado as luzes da árvore de Natal da cidade, algumas horas antes.

Riga alega ainda que o local é o mesmo onde desde há 500 anos é colocada a árvore de Natal. Aliás, este ano comemoram-se os 5000a nos desta tradição.

Americana chama-se Boo! em homenagem ao Halloween

A americana Boo! Elliott, de 8 anos, tem este nome – com ponto de exclamação incluído – por causa de uma homenagem dos seus pais ao Halloween, o Dia das Bruxas celebrado nos países anglo-saxónicos.

Boo!, que mora no bairro americano do Brooklyn, disse que já se acostumou com a estranheza que o seu nome provoca. ‘Eu nem penso nisso, é apenas o meu nome’, disse.

Homem que esperava ‘comboio-fantasma’ é morto por comboio verdadeiro

Christopher Kaiser, de 29 anos, estava reunido com um grupo de pessoas no local de um acidente ferroviário que aconteceu perto de Statesville (Carolina do Norte, EUA) em 27 de agosto de 1891.

Na tragédia, sete vagões da composição descarrilaram e caíram numa ribanceira, matando 30 pessoas. Diz a lenda que, no aniversário do acidente, o “comboio-fantasma” passa novamente local e é possível ouvir o som do apito da locomotiva e da agonia dos passageiros. Dezenas de pessoas são atraídas àquele ponto da linha férrea.

Só que o encontro de Christopher foi com um comboio real. O americano, juntamente com outras 12 pessoas, estava sentados sobre uma ponte estreita na madrugada de 27 de agosto quando acabou por ser atingido por uma composição (verdadeira) em alta velocidade. Ele ainda correu para tentar escapar, mas não conseguiu. Testemunhas disseram que ele teve tempo de empurrar uma mulher para a ribanceira antes de ser atropelado. Ela ficou ferida, segundo informações de afiliada da rede NBC.

Francês é multado em 480€ após filmar casal vizinho a fazer sexo

O estudante francês Jerome Forrier, de 24 anos, foi multado em 400 libras (cerca de 480€) em Dundee, no Reino Unido, acusado de espionar com uma webcam um casal vizinho a fazer sexo. O casal, que mora num apartamento um andar acima de Forrier, estava num momento íntimo em abril, quando a mulher viu a webcam, segundo o jornal inglês “The Sun”.

Apanhado a 170 km/h, condutor diz que estava tentar secar o carro

O americano Lucas S. Wright, de 24 anos, foi preso na semana passada em Wheaton, no estado de Illinois (EUA), após ter sido apanhado a conduzir numa estrada a quase 170 km/h.

Questionado pelo policia Jason Stubler por que estava a conduzir a alta velocidade, o jovem alegou que tinha acabado de lavar o seu carro e estava a tentar secá-lo.
O jovem foi mandado parar pelo policia Jason Stubler às 19h do dia 1 de setembro numa zona em que a velocidade máxima permitida é de 80 km/h.

Detido por excesso de velocidade, Wright deixou a cadeia após pagar fiança.
Fonte: G1

Bêbado é preso após discutir com… bicicleta!

Um homem de 68 anos, que estava bêbado, foi preso em Stuart (EUA) após discutir com uma bicicleta no estacionamento de um posto de abastecimento. De acordo com a polícia local, Richard Bialon estava a ter uma “discussão obscena”.

“Os clientes do posto ficaram muito incomodados com os gritos e a discussão obscena”, de acordo com o boletim de ocorrência.

Richard admitiu que estivera bebendo durante todo o dia e, “bastante intoxicado”, acabou na cadeia, sob a acusação de desordem pública associada a embriaguez. Sem a bicicleta, claro.
Fonte: PageNotFound

Chinês gasta um ano de salário para comprar 99.999 rosas para casório

Xiao Wang quis provar à noiva, Xiao Liu, o tamanho do seu amor. O chinês então usou um ano de salário para comprar 99.999 rosas vermelhas para o casamento, na cidade de Chongqing.

O casal – ambos de 24 anos – necessitou de 30 carros para levar as rosas até a cerimonia. Eles publicaram um anúncio na internet para contratar donos de veículos.

“Lembrei que a Liu adora este tipo de rosa, e a ideia cresceu, cresceu. Tudo valeu a pena só por ver o rosto dela quando percebeu os carros a chegar”, disse o noivo.

Além de gastar com as rosas, Wang doou 20% do valor para uma instituição de caridade para que ele e a mulher possam ter sorte na vida a dois.

Fonte: PageNotFound

Uruguai regista nomes como Hitler, Napoleão, Branca de Neve e Tarzan

Se Hitler estivesse vivo, jamais imaginaria que várias pessoas usam o seu sobrenome no Uruguai, onde uma regulamentação frágil e a criatividade popular deixaram registos tão surpreendentes como Napoleão, John Kennedy, Branca de Neve, Einstein, Tarzan, Oxigénio e Demência.

Em pleno século XXI e a milhares de quilómetros da Alemanha o fantasma do ditador nazista rondou este mês pelo país sul-americano, quando na pequena cidade de Tacuarembó, no norte do Uruguai, um homem de 70 anos matou com um tiro a sua companheira de 38 e depois suicidou-se.

Seria apenas mais uma nota no jornal se não fosse pelo autor do crime se chamar Hitler Aguirre Fuentes, um nome que também havia colocado ao seu filho e que compartilha com pelo menos outros três compatriotas, cada um com uma história mais curiosa que a outra.

Um deles, Hitler Ignacio da Silva, de 71 anos, nascido em Rivera, fronteira com o Brasil, explicou à Agência Efe que deve o nome a seu pai, um policia que, não contente, tentou registar o outro filho como Mussolini, mas a mãe das crianças não deixou.

Silva, que junto com Aguirre chegou a protagonizar um documentário chamado “Dos Hitleres” (Dois Hitleres), garante que nunca quis trocar de nome, apesar das confusões na infância e de vários hotéis terem negado hospedá-lo numa viagem que fez a Buenos Aires.

No caso de Hitler Gayoso – de 75 anos, que vive em Montevidéu -, a responsável foi a sua mãe, uma humilde camponesa que teve 12 filhos. Os jornais da época eram a  sua fonte de inspiração.

“Ela achou que era um nome lindo”, justificou Gayoso, que já pensou em pedir a um juiz para trocar de nome, mas desistiu porque antigamente “era muito complicado”.

Juan Hitler Porley – de 67 anos, morador de San José, estado vizinho de Montevidéu -, explica que recebeu esse nome por ter nascido em 1943, em plena Guerra Mundial.

“Os meus pais baptizaram-me assim porque acharam que o nome soava bem. Colocaram Hitler como poderiam ter colocado o nome de um cantor famoso da época”, relata.

A razão deste curioso fenómeno, segundo o director do Registo Civil uruguaio, Adolfo Orellano, é que, durante a primeira metade do século passado, quando o Uruguai abriu as suas fronteiras à cultura de diferentes países do mundo, “não havia nenhum controlo nos registos dos nomes”.

Por isso, é fácil encontrar na lista telefónica nomes como Tarzan, Napoleão, Desventurado, Pacífico, Remember, Ermitão, Waterloo, Addisabeba, Oscar Wilde, Einstein, Repúblico, Kremlin, Branca de Neve e John Kennedy.

Os pais mais fanáticos pelo futebol também deixaram algumas jóias como Vitória Celeste, em homenagem ao título mundial que o Uruguai ganhou em 1950.

A febre de nomes excêntricos voltou após o Mundial da África do Sul, quando a selecção uruguaia terminou em quarto lugar, como mostra o recente tentativa de se registar uma Maria Vuvuzela.

Segundo Orellano, nos anos 80 foi aprovada uma lei que proíbe os nomes “extravagantes, imorais, ridículos ou que gerem dúvidas a respeito do sexo”, mas a decisão final de registar um cidadão é dos funcionários do Registo Civil.

Por isso, no ano que vem será enviado um protejo de lei ao Parlamento contendo uma detalhada regulamentação que impeça interpretações erradas.

“Uma coisa é a liberdade e outra coisa é a libertinagem. O nome deve ser uma denominação, e não um peso para o futuro da criança”, argumentou Orellano.

O jornalista e humorista uruguaio Jorge ‘Cuque’ Sclavo tem conhecimento de vários outros casos famosos, como o de Potranca Divina e ‘Gaucho Punteador’, e o de uma pessoa que chegou a ter 19 nomes.

Segundo Sclavo, o fenómeno ocorria, principalmente, entre as pessoas que viviam no interior do país, que não tinham ideia de nomes e apelavam para o que liam nos almanaques”, embora também existam os casos de “algumas pessoas que, eufóricas pelo nascimento do filho, bebiam demais e iam ao cartório”, conclui.

Casal belga, fanático pelo Barcelona, baptiza o filho de Barça

Em Nieuwerkerk, uma pequena cidade belga a 60 quilómetros de Bruxelas, um jovem casal registou o seu primeiro filho como Barça Beeckman! É de loucos, sem dúvida, mas é assim mesmo.

Em vez de estarem preocupados em seguir o futebol do Anderlecht ou do Standard Liège, acompanhadas por umas deliciosas moules frites, Wesley (estudante de Arquitectura, 23 anos) e Aneeke Beeckman (enfermeira, 24) são fanáticos pelo estilo de Pep Guardiola e pela equipa de futebol do Barcelona. Depois de terem conseguido convencer o resto da família (sobretudo os avós maternos do bebé), aplicaram a paixão que sentem pelo clube catalão no mais pequeno dos Beeckman. O casal admite que foi buscar inspiração a um trecho da letra do hino do clube. “Tenim un nom, el sap tothom: Barça, Barça, Baaaaaaarça!!! [Eu tenho um nome que todo o mundo sabe: Barça, Barça, Baaaaaaarça]” Nada mais fácil.

A opção foi tomada precisamente durante um jogo do Barcelona, na parte final do campeonato da época passada. Às tantas, a mulher vira-se para o marido e disse-lhe que o bebé fosse um rapaz chamar-se-ia Barça. Se fosse menina, Lona. Contra as previsões da mãe e da família dela (por razões desconhecidas), nasceu rapaz, no dia 26 de Abril, e o pai lá o inscreveu como sócio 185 508 do Barcelona, a 19 de Julho. “Estamos orgulhosos que o nosso filho carregue o nome da melhor equipa de futebol do mundo”, afirmou o pai. O Barcelona também saltou de alegria e emitiu um comunicado a enaltecer a originalidade deste casal belga.

Fonte: i