NOS EUA menino telefona para o 911 (equivalente ao nosso 112) a pedir ajuda com TPC de matemática

A polícia do estado americano do Colorado divulgou um áudio em que um menino de 10 anos liga para o telefone de emergência americano 911 (equivalente ao nosso 112) para pedir ajuda com seu trabalho de casa de matemática.

O caso ocorreu em Fort Collins. O garoto relatou ao policia que atendeu a chamada que não sabia como dividir 3.052 por 71. Chris Clow, o policia, deu a resposta correta ao menino: 42,9. Ouça no vídeo abaixo a aprtir dos 50 segundos…

Ouça a gravação da chamada a apartir dos 50 segundos…

A polícia aproveitou este caso para lembrar que o telefone de emergência deve ser usado apenas para emergências reais.

Diretor de Jardim de Infância contrata dançarinas de pole dance no regresso às aulas

O diretor de um jardim de infância em Shenzhen (China), com crianças entre 3 e 6 anos, teve a “brilhante” ideia de contratar dançarinas de pole dance para receber pais e alunos no regresso para o novo ano letivo. Após a apresentação, nesta segunda-feira (3/9), ele acabou despedido.

Lai Rong desculpou-se  e argumentou que a ideia era criar uma “atmosfera” para pais e filhos. As autoridades do Departamento de Educação torceram o nariz e consideraram a iniciativa “inapropriada”.

https://www.youtube.com/watch?v=SyTbe4RsSFE

Muitos pais manifestaram revolta com a presença das “convidadas” e com a “atmosfera” na reabertura do ano letivo, contou o “Mirror”.

A escola tem 500 alunos.

Escola reduz faltas dos alunos recorrendo a… máquinas de lavar roupa!

Tudo se passa na West Side High School, em Newark (Nova Jersey, EUA), quando a  direção da escola descobriu que 85% dos alunos faltavam entre 3 e 5 dias por mês. Mas qual seria o motivo? A resposta causou surpresa: roupa suja.

Os alunos do colégio estavam a faltar por que não tinham roupa limpa com as quais ir à escola. Quando compareciam com roupa suja, eles sofriam bullying.

As famílias mais pobres não têm máquina de lavar em casa. Elas dependem de lojas com máquinas compartilhadas. Nem sempre têm dinheiro para custear uma lavagem. Três quartos das famílias de baixo rendimento dos EUA confessam não lavar roupas com a frequência necessária, segundo os padrões de higiene.

A saída para reduzir o número de faltas dos “mal-cheirosos” foi simples: inserir “lavandaria” no currículo. Da forma mais prática: com ajuda do programa Care Counts, da organização Teach for America, foram instaladas máquinas na escola. O detergente foi doado.

O resultado foi considerado excelente: 90% dos alunos atingidos pelo programa passaram a ter menos faltas.

A experiência positiva da West Side High School foi copiada por outra escola de Nova Jersey, com resultados semelhantes.

Professor universitário despedido porque não sabia que Austrália era um país

“Austrália é um continente; não um país” disse o professor

O professor da Southern New Hampshire University, cujo nome não foi divulgado, quase deu a uma aluna uma má nota num determinado trabalho porque esta se referiu à Austrália como sendo um país! A aluna insistiu e o professor recusou-se a acreditar que assim era.  Para ele a Austrália era apenas um continente.

A trabalhadora estudante, Ashley Arnold, americana de Idaho, de 27 anos está formar-se em Sociologia num curso online e relatou o caso na internet após o professor se ter recusado várias vezes a dar-lhe razão.

“Nós lamentamos profundamente a interação entre nosso professor e a nossa aluna e pedimos desculpas à aluna e esta será reembolsada pelas despesas causadas”, disse a escola ao HuffPost que acrescentou “Após uma investigação, substituímos o professor”.

A aluna Ashley Arnold, americana, 27 anos

Ashley Arnold disse que o seu trabalho era comparar uma norma social entre os Estados Unidos e outro país. Ela escolheu a Austrália e ficou “chocada” quando recebeu uma série de cortes/correcções porque o seu professor acreditava que “a Austrália é um continente; não é um país “.

O professor foi recusando aceitar que a Austrália era um país. Achava que era um continente. Ameaçou inclusive a aluna “Eu quero que você entenda que qualquer erro num projeto pode invalidar todo o projeto de pesquisa”, respondeu o professor por email a Arnold. “A pesquisa é como um dominó, se você acidentalmente derrubar uma peça, o conjunto inteiro também cairá”.

Após várias trocas de emails o professor lá atribuiu a nota B+ (as notas vão desde A até E, sendo A a mais alta) A escala também pode ser convertida em números e aí vai de 1 a 10.  B corresponde às notas 8 e 9 pelo que o B+ será um 9 (num total de 10).
Boa nota para a aluna má nota e despedimento para o professor!

Outras
Professora é presa acusada de dar nota generosa a estudante após sexo

Professora rapa as axilas de aluna em sala de aula

Professora é presa por enviar fotos nuas para estudante

Professora rapa as axilas de aluna em sala de aula

axilas rapadasUma professora rapou as axilas de uma aluna de uma turma especial da escola de Victoria (Austrália) durante uma aula. A mãe de Taylah, a adolescente de 14 anos envolvida, ficou indignada, mas a administração do colégio afirmou que rapar as axilas é parte do currículo escolar.

“Conversei com a professora no dia seguinte e ela disse-me que tinha o direito de fazer aquilo, que era parte do currículo”, contou Melissa Woods, a mãe da aluna, à rádio 3AW.

De acordo com Melissa, a filha tinha manifestado em casa o desejo de manter os pelos debaixo dos braços.

A direção da escola desculpou-se por não ter enviado um documento a Melissa a pedir permissão para rapar as axilas de Taylah, mas insistiu que continuará a ensinar que as adolescentes devem tirar os pelos do local em questão.

Dois dias afastado do Facebook afeta auto-estima, diz estudo!

facebookDe acordo com um estudo realizado na Escola de Psicologia da Universidade de Queensland, as pessoas que ficam dois dias sem interagir com os amigos no Facebook sentem-se muito sozinhas e isso resulta numa sensação de abandono quase imediato.

Para chegar a estes resultados, o estudo analisou dois grupos de pessoas: um que é bastante ativo na rede social, ou seja, publica vário tipo de conteúdo; e outro mais calmo, que apenas acede para visualizar as atividades dos amigos mais próximos e, apenas às vezes, publica algo. O primeiro grupo, num período curto de dois dias fora do Facebook, já se sentiu esquecido e abandonado por todos os amigos.

Depois, os pesquisadores decidiram criar perfis falsos para comentar alguns posts e fotos dos entrevistados; com isso, eles perceberam que aqueles que receberam poucos ou nenhum comentários nas suas atualizações ficaram extremamente chateados em relação ao grupo que recebeu mais atenção nas redes sociais.

Com isso, o estudo concluiu que, de acordo com os utilizadores pesquisados, a participação ativa no Facebook faz com que as pessoas se sintam pertencentes aos seus círculos sociais na web, seja eles de amigos, familiares, colegas de trabalho ou de escola, o importante é não ser esquecido.

Adolescente de 14 anos que já cometeu mais de 30 crimes custa 1.500€/dia para ser vigiado

polizeiUm adolescente infrator de 14 anos é vigiado por três guardas de uma empresa de segurançaç privada, 24 horas por dia, sete dias da semana em Essen (Alemanha). Apesar da pouca idade, já contabiliza mais de 30 crimes no seu registo criminal. O custo do esquema de segurança do adolescente é de cerca de 1500€ por dia, de acordo com o “The Local“.

O jovem é especializado em furtos e assaltos e foi capturado no ano passado, quando tinha 13 anos. Na época, ele não tinha idade suficiente para ser encaminhado para uma prisão juvenil, de acordo com o jornal “Bild”.

O garoto chegou a ser conduzido para um centro de reabilitação social, mas deu tanto trabalho por lá que os diretores preferiram enviá-lo para a “prisão domiciliaria”, conforme o vice-diretor do centro Ulrich Engelen disse: “Nós tentámos todas as maneiras habituais, mas ele tornou-se uma ameaça muito grande para os assistentes sociais e para as outras crianças”.

Ulrich acrescentou: “Eu tenho que ser responsável quanto aos gastos do centro, mas a proteção de vítimas potenciais é mais importante.”

Quando o jovem precisa sair de casa, por exemplo, ele precisa ser escoltado pelos guardas privados. Ao contrário das crianças da idade dele, o jovem não frequenta a escola. Certa vez, de acordo com o jornal “Der Westen”, uma vizinha assustou-se ao ver os homens com o garoto. Ela teria abordado o menino e perguntado se algo havia acontecido, o jovem teria respondido: “Fiz muita merda”

Segundo o jornal “Bild” este é o primeiro episódio do tipo na Alemanha. O caso tem sido considerado bem sucedido, já que até agora o jovem não cometeu nenhum crime.

A situação do infrator pode ser agravada caso ele cometa alguma irregularidade. Isso porque, segundo o jornal “Bild”, o garoto agora já tem idade para ser encaminhado para uma prisão juvenil.

Castelo insuflável voa, devido a ventos fortes, com 3 crianças lá dentro

casteloDois rapazes ficaram feridas ao usar um castelo insuflável onde brincavam em South Glens Fall, Nova York.Até aqui, poderíamos dizer: nada de anormal, são coisas que acontecem.

Mas os contornos deste acidente são insólitos. Tudo aconteceu quando uma forte ventania fez o castelo insuflável voar, literalmente! Na altura e no seu interior a brincar estavam 3 crianças que foram arrastadas junto com o castelo pelos ventos fortes.

Os meninos, um de 5 e outro de 6 anos, que voaram junto com o castelo insuflável caíram quando este atingiu cerca de 15 metros de altura. Um deles caiu em cima de um carro.

O de seis anos de idade, sofreu um ferimento grave na cabeça , enquanto o menino mais novo partiu os dois braços.

A testemunha Taylor Seymour disse: “Foi como um filme de terror – ele apenas continuou a ir para cima e para cima ultrapassando a nossa casa e as árvores”.

Ela disse ainda que o vento “puxou a estrutura para cima e girou ao redor, como se fosse em um pequeno tornado” .

A outra criança, de 10 anos de idade, teve mais sorte porque caiu da estrutura logo que esta foi arrancada do chão.

O insuflável gigante foi projetado a cerca de 50 metros de altura, antes de pousar no campo de uma escola nas proximidades, informou a polícia.

Criança de 7 anos leva heroína para a escola e avó é presa

avo drogaUma americana vai passar o Dia da Mãe (segundo domingo de maio, nos EUA) na prisão após o seu neto ter levado a heroína dela para a escola. Pauline Biliski-Munion, de 56 anos, cuidava do seu neto, de 7 anos, quando “perdeu” uma bolsa onde estava a droga, em Modena (Peninsilvânia, EUA).

A criança, sem saber do que se tratava, pegou o pacote com as porções de heroína e marcadas com as palavras “Victoria Secret” e levou o conteúdo para a escola primária Caln.

Uma professora contou aos policias ter ouvido o garoto a oferecer heroína para as demais crianças. Algumas aceitaram a “oferta” e levaram a heroína para casa. A polícia disse que houve falha da escola ao demorar a denunciar o caso ao Departamento de Narcóticos.

“Uma mãe estava a andar com o seu filho no shopping quando encontrou o frasco com heroína”, contou o chefe da polícia Tom Hogan.

Imediatamente um alerta foi emitido aos demais pais de alunos do colégio. A casa de Pauline Biliski-Munion foi revistada pela polícia, onde os agentes encontraram vestígios da droga e envelopes vazios nos bolsos da farda da criança.

Aos policias, Pauline alegou ser consumidora ativa de heroína e ter “encontrado a droga do lado de fora de casa”. Ela resolveu “guardar a droga para uma emergência”. A mulher foi presa e a fiança fixada para que a avó seja libertada é 25.000 dólares (perto de 18.000€), de acordo com o “UPI.com”.

Via:PNF

Britânica de 12 anos dá à luz, pai do bebé tem 13

[Foto meramente ilustrativa}]
[Foto meramente ilustrativa}]
Ela ainda frequenta escola primária em Londres (Inglaterra), mas já é mãe. Na semana passada, uma menina de 12 anos e um menino de 13 tornaram-se os pais mais novos do Reino Unido. Os “recordistas” tiveram uma menina saudável.

O casal precoce não foi identificado. Nesta quarta-feira (16/4), o pai da menina falou a um programa de rádio britânico. Ele contou ter descoberto há apenas quatro semanas que a filha estava para dar à luz. O novo avô prometeu apoiar a menina, garantiu estar orgulhoso e comentou que o pai do neto é “um grande garoto”.

“Só descobrimos quando a minha filha já estava com oito meses de gravidez. Não sabemos onde aconteceu”, disse ele, acrescentando não ter vergonha da situação.

O jovem casal conheceu-se no Natal de 2012, quando a menina tinha 10 anos e o menino, 12. Eles dizem-se “totalmente apaixonados”, segundo reportagem do “Sun”.

[divider] [box type=”info” ][/box]

Não fique com esta história só para si! Partilhe com os seus amigos:

Pai revoltado coloca quarto (desarrumado) da filha na rua

quarto na ruaCraig Schlichenmeyer é um soldado do exército dos Estados Unidos, que ficou conhecido na internet depois de aplicar um castigo bem diferente na filha desarrumada.

Haley Sullivan, de 17 anos, recebeu uma mensagem do pai quando regressava a casa no autocarro da escola. Quando chegou em casa, a jovem percebeu do que se tratava: o seu pai tinha colocado o seu quarto inteiro fora de casa, na rua! No quarto dela só ficaram as paredes! Tudo o resto ficou na rua em frente à casa.

O pai ainda lhe deixou o seguinte cartaz: — Haley, o teu quarto mudou-se para a rua. Da próxima vez, limpa-o!

[box type=”info” ][/box]

Freira aconselha jovens: não se masturbarem porque podem tornar-se gays

freiraA irmã dominicana Jane Dominic Laurel, de Nashville, causou indignarão entre sociedade americana e os meios de comunicação, quando se aperceberam que a mesma tinha, perante jovens estudantes do ensino secundário, recomendado a não masturbação, porque se o fizessem, corriam o risco de se tornarem… “gays”!

A freira disse aos estudantes de uma escola católica da Carolina do Norte (Charlotte Catholic High School), que para além da masturbação há outras outras causas da homossexualidade como uma “falta de atenção dos pais” e ver pornografia.

Um dos estudantes que testemunharam as declarações absurdas da freira, que nem sequer têm fundamento bíblico, disse que a freira Jane tinha dito a um dos seus amigos, que assumiu ser gay, que tal sucedeu porque ele costumava ver filmes porno e masturbar-se.

Da mesma forma, a freira acusou os gays de serem promíscuos e de terem mais de um parceiro sexual.

Depois de ouvir o discurso tão abominável, os alunos recolheram mais de 3000 assinaturas pedindo à escola que a irmã Jane se desculpasse por ofender a comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans), mas também por insultar a sua inteligência (a dos alunos).

Dormir pouco pode levar à perda de neurónios

dormir poucoDe acordo com estudo elaborado por cientistas americanos, a falta de sono pode provocar perda permanente de neurónios. A pesquisa que foi publicada na revista científica The Journal of Neuroscience, diz que em camundongos (também conhecidos por ratos-domésticos) a falta prolongada de sono levou à morte de 25% de certas células do cérebro.

Os cientistas responsáveis pelo estudo destacam que se o resultado for semelhante em humanos, seria inútil tentar compensar as horas de sono perdidas. Além disso, estimam que num futuro próximo seja possível desenvolver um tipo de droga capaz de proteger o cérebro dos efeitos negativos das noites mal dormidas.

Conforme Sigrid Veasey, uma das responsáveis pela pesquisa o próximo passo é fazer um exame post-mortem nos cérebros de pessoas que dormiam pouco para procurar indícios de perda de células cerebrais.

O estudo foi conduzido por uma equipa de cientistas da Universidade da Escola de Medicina da Pensilvânia que estudou certas células do cérebro que mantêm o cérebro alerta. Foram analisados ratos de laboratório que foram mantidos acordados para efetuar uma réplica da falta de sono, que entre os humanos da vida moderna é tida como uma característica própria, tanto em turnos noturnos quanto em horas passadas no escritório.

Já Hugh Piggins, da Universidade de Manchester, salienta que esta experiência indica o que pode dar errado no cérebro humano a partir do estudo em ratos.”Os autores traçam paralelos com as pessoas que trabalham por turnos à noite e sugerem como a privação crónica de sono pode afetar negativamente não só a saúde física, mas também mental”, frisou Piggins.

Professora de educação sexual é acusada de sexo com alunos

Marlene-Mints-Teacher-Sex-Students-Middle-SchoolUma professora de educação sexual em Cedar Hill (Texas, EUA) foi presa sob acusação de ter feito sexo com alunos menores de idade de uma escola de ensino médio.

A primeira vítima de Marlene Mints (foto ao lado), de 31 anos, foi um adolescente de 13 anos. A professora teria ficado íntima do aluno depois que ele lhe dissera por SMS que havia algo errado com o seu pénis.

De acordo com investigadores, Marlene também teve relações sexuais com outro aluno, mais velho que o primeiro. O encontro teria acontecido na própria casa da professora, noticiou o “Huffington Post”.

Mães espanholas despem-se para comprar autocarro para os filhos

calendario eroticoUm grupo de mães de alunos de um colégio da localidade valenciana de Montserrat posou para um calendário erótico. Não, não perderam a cabeça. É tudo por uma boa causa. O objetivo é arrecadar fundos  para financiar a comprar de um autocarro escolar para o transporte dos seus filhos. Mas não só, pois também pretendem protestar contra a supressão de algumas linhas de transporte, após uma norma aprovada pela Conselheira de Educação.

No calendário, que teve uma tiragem inicial de 3.000 exemplares, as participantes surgem perante lemas reivindicativos, tais como ‘Autobús ya’ (Autocarro Já!), ‘Sin autobús, sin coche y sin carné, pero con mis pies y manos llegaré” (Sem autocarro, sem carro e sem licença, mas com os pés e as mãos chegará) e protagonizam cenas alusivas ás frases.

Numa das fotografias uma mulher posa coberta com uma tesoura gigante e noutra a mulher surge equipada à montanhista numa alusão às montanhas que se encontram a caminho da escola.

Via: TERRA ES | El Confidencial