Nov 7, 2012
457 Visitas

Stress faz o tempo passar mais devagar

Publicado por

Anseia por chegar à sexta à noite? Mas depois o sábado e domingo passam a voar. Pois, isto não é mais conversa da treta, é agora um facto comprovado pela ciência. E a culpa é do seu estado emocional.

A comprovação veio com a ajuda de dois macacos, treinados por pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos. Durante três meses, os animais aprenderam a mover os olhos de um ponto para outro numa velocidade que deveria durar um segundo. Não havia nenhuma pista externa para ajudá-los a medir o tempo. E nem sempre eles conseguiam ser exatos nos cálculos: em média, levavam entre 0,0973 segundo até 1,003 segundos para mover os olhos.

Enquanto os macacos faziam os exercícios, os cientistas mediam, com a ajuda de eléctrodos  a atividade cerebral de 100 neurónios – associados ao movimento dos olhos. De um movimento ao outro, as atividades desses neurónios diminuem um pouco. E essa queda é responsável pela noção de tempo dos macacos. Se, durante o teste, houver uma rápida diminuição dessas atividades, os macacos vão subestimar a duração de um segundo – ele parece menor, aí demoram mais tempo para mexer os olhos de um ponto ao outro. Mas se essa região cerebral demorar um pouco mais para diminuir o ritmo, o tempo vai parecer mais longo – aí eles vão levar mais de um segundo para concluir a tarefa.

Eles viam o tempo de forma diferente por causa do stress. Segundo a pesquisa, substâncias como a adrenalina podem comprometer o ritmo das atividades cerebrais. “No nosso modelo, uma mudança na taxa de queda é tudo o que você precisa para sentir diferença na percepção de tempo”, explica Geoffrey Ghose, envolvido no estudo.

Não é à-toa que o tempo voa nos dias de folga e parece andar em câmara lenta durante o expediente.

Via: PageNotFound

Categorias dos artigos
Insólito

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.