Site leva turistas à procura de praia que não existe

Escrito por
Uma página na Internet que promove uma praia paradisíaca, considerada a melhor da Cornualha, no sudoeste da Grã-Bretanha, tem vindo a atrair uma grande quantidade de turistas à região em busca do local, que não sabem que o local na verdade não existe!

O “site oficial” da praia de Porthemmet, já visitado por milhares de pessoas, avisa: “Se você está a planear uma viagem à Cornualha, garanta uma visita à praia de Porthemmet. Ela é considerada a melhor praia da Cornualha tanto pelos moradores da região quanto pelos frequentes visitantes ao condado”.

A página diz que graças ao fluxo da Corrente do Golfo, Porthemmet “tem águas mornas e parece mais um paraíso tropical do que uma praia na Grã-Bretanha” e avisa que, para os visitantes mais jovens, ela tem o atractivo de ter muitos bares e discotecas, além de ser a única do país a permitir a prática de topless.

Segundo a imprensa britânica, muitos turistas têm seguido as indicações do site e procurado na estrada A30 as placas que mostrariam “claramente” a direcção a seguir para chegar à praia. Mas as placas, cujas fotos aparecem no site, também não existem.

Costume local
Para aqueles que se aventuram a perguntar pela praia aos moradores da região, o site avisa: “Há um costume local na Cornualha segundo o qual os moradores fingem não saber onde fica a praia de Porthemmet. Não seja enganado, todos os moradores da Cornualha sabem onde fica a praia, mas estão somente a divertir-se”.

Segundo o jornal “The Independent”, o site é criação do britânico Jonty Haywood, originário da Cornualha e que actualmente trabalha como professor de inglês na Tailândia.

Em entrevista ao jornal, ele negou que o site seja parte de uma campanha de nacionalismo na Cornualha e de crítica aos milhões de turistas que visitam as suas praias a cada ano.

Segundo ele, a página não tem nenhum objectivo além de fazer graça. “Mandar turistas tentar encontrar uma praia imaginária é engraçado”, justificou ele ao jornal.

Redacção:7FM Fonte: BBC Brasil/The Independent

Categorias dos artigos
Insólito

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *