Jul 7, 2010
1076 Visitas

Sindicalista argentino propõe que se comemore o ‘Dia do Filho da Puta’

Publicado por

O sindicalista Luis D’Elía sugeriu hoje (quarta-feira, dia 7) que os argentinos celebrem, anualmente, o “Dia do Filho da Puta”  a 2 de agosto, data do nascimento do ditador Jorge Rafael Videla, que enfrenta diversos processos por crimes de lesa-humanidade.

“Na Argentina, sobretudo na década de 90, houve um monte de “filhos da puta”: “(os ex-presidentes Carlos) Menem, (Eduardo) Duhalde e (Fernando) de la Rúa, o ex-ministro Domingo Cavallo. Poderia citar 150, 200 ‘filhos da puta'”, sustentou em declarações à televisão.

“Escolhemos o 2 de agosto porque é o dia em que nasceu outro ‘filho da puta’ que precedeu Jorge Rafael Videla”, destacou.

D’Elía, que preside um sindicato de desempregados, considerou que o ex-governante Néstor Kirchner (2003-2007) também é “um ‘filho da puta'”, embora “no bom sentido”.

“Kirchner caracterizou-se por abrir uma nova etapa, gerou 4 milhões de novos postos de trabalho”, justificou.

“Por isso digo que é nosso ‘filho da puta'”. “Ele (Kirchner) colocou as suas qualidades ao serviço do povo”, atenuou o polémico dirigente, famoso pelas suas ácidas críticas a Israel e pela defesa da Venezuela e Irão.

Fonte: G1 |EFE

Categorias dos artigos
Insólito

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.