Peruana morre após o marido usar (bomba) morteiro como brinquedo sexual

Escrito por

O médico Ruben Valera Cornejo foi preso nesta semana sob acusação de homicídio após usar na própria esposa uma bomba-morteiro como brinquedo sexual , que acabou por morrer na residência do casal, em Arequipa (Peru).

Interregado pela polícia, Ruben contou que não se lembrava muito bem do que havia acontecido na noite anterior, já que os dois tinham consumido bastantes bebidas alcoólicas. O peruano comentou que a esposa pedira que ele transformasse objetos da residência em consolos. Ele só percebeu a morte da companheira, Alisson Llerena de Mendiburu, ao acordar pela manhã.

Lança morteiros (ligeiro) de 60mm

 

Os morteiros podem ser ligeiros e atingem até 2 km de comprimento. São uma espécie de granada que é disparada de uma arma de forma a que a mesmo exploda a determinada distância que pode ir das  centenas de metros até cerca de 12.000 metros de distância. Esta era de calibre ligeiro e é lançada de uma arma semelhante à imagem baixo.

Vista da extremidade da bomba-morteiro usada pelo casal peruano Foto: Reprodução da internet

 

Os agentes policiais encontraram sangue e pelos púbicos na bomba-morteiro. O objeto bélico estava numa bolsa com vibradores, que pertencia ao casal. Citado pela imprensa local, Javier Arana, chefe da polícia de Arequipa, comentou que o morteiro estava inativo e servia apenas como decoração na residência.
A causa de mais provavel de morte foi a hemorragia interna. A bomba-morteiro tem 40cm de comprimento e 6cm de largura.

 

Extremidade contrária da munição (morteiro) aquela onde é impelida a força que faz o morteiro alcançar longas distâncias

 

Com informações de : Daily Mail, The Sun

Categorias dos artigos
Insólito

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.