Out 26, 2006
542 Visitas

Morte de cavalo de corrida soluccionada 74 anos depois

Publicado por
Chamava-se Phar Lap, e era um lendário cavalo de corridas australiano. Morreu há 74 anos! As causas da sua morte foram agora descobertas com a ajuda de uma nova tecnologia. De acordo com o Daily Telegraph, o animal foi envenenado com arsénico, horas antes de morrer. O mistério já durava há 74 anos.
Phar Lap, um “gigante” de cinco anos nascido na Nova Zelândia, venceu 37 das 51 provas, incluindo a Taça de Melbourne, em 1930. Passou a herói desportivo durante a grande depressão australiana. No dia 5 de abril de 1932, o cavalo morreu na Califórnia, depois de ser encontrado com fortes dores e febre pelo seu treinador, Harry Telford.
Os cientistas utilizaram um acelerador de partículas para solucionar o mistério. Eles bombardearam um fio da crina de Phar Lap com raios de luz intensa. O resultado apresentou uma alta dose de arsénico, ingerida cerca de 35 horas antes da morte.
O coração de 6,35 quilos e a pele de Phar Lap são preservadas por taxidermistas numa vitrine protegidos por vidro no museu de Melbourne (na foto).
No ano 2000, o mesmo recurso foi utilizado em seis fios de cabelo do compositor alemão Ludwig van Beethoven, de forma a identificar a causa de sua doença e sua morte.
Redacção: 7FM Fonte: Terra Notícias/AFP
Categorias dos artigos
Insólito

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.