Jul 15, 2008
475 Visitas

Gay que ficou sem carta de condução ganha no tribunal

Publicado por

danilo-giuffrida.JPGUm tribunal italiano mandou que o governo pague 100 mil euros a um homem que necessitou de refazer o teste de condução por ser gay.

 

Danilo Giuffrida, de 26 anos, disse aos médicos que era homossexual durante um exame para o serviço militar. A informação foi passada para os ministérios da Defesa e dos Transportes.

 

Giuffrida foi então orientado a refazer o seu teste de condução para que não tivesse a sua carta de condução suspensa por causa dos seus “distúrbios de identidade sexual”.

 

Ele passou no teste pela segunda vez, mas a sua carta foi renovada por apenas um ano, ao invés dos tradicionais dez anos, por causa da sua homossexualidade.

 

O tribunal em Catania, na Sicília, determinou que os ministérios pagassem a compensação dizendo que os direitos constitucionais de Giuffrida foram feridos e que a homossexualidade não pode ser considerada uma “doença mental”.

 

O juiz disse que as acções dos ministérios mostram “clara discriminação sexual”.

 

Giuffrida comemorou o veredicto como um “passo adiante para os direitos civis”.

Fonte: BBC Brasil

Categorias dos artigos
Insólito

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.