França manda empregado ignorar e-mail do patrão após expediente

trabalhoAs entidades empregadoras não poderão mais bombardear os seus funcionários com mensagens e e-mails no tempo destinado ao descanso. Essa é uma das condições do novo acordo trabalhista na França, que garante aos funcionários dos setores de tecnologia e consultoria o direito de ignorar e-mails relacionados com trabalho após o expediente.

O acordo foi firmado entre empresas e sindicatos do setor. Entidades patronais não poderão mais entrar em contato com o funcionário, nem por telefone nem por e-mail, no tempo destinado para o descanso.

De acordo com o jornal “The Guardian”, o acordo afeta milhões de empregados nos setores de tecnologia e consultoria, inclusive as filiais francesas de Google, Facebook e Delloitte. Os funcionários terão de resistir à tentação de olhar para o material relacionado ao trabalho nos seus computadores e nos seus smartphones. E as empresas devem garantir que não vão pressionar os seus funcionários a contrariar o acordo.

Isso tudo foi resultado da constatação de que a maioria dos chefes no país tendiam a invadir as vidas domésticas dos seus funcionários a qualquer hora do dia ou da noite, fazendo com que o total de horas trabalhadas se prolongasse além das 35 horas semanais estipuladas pela lei francesa, desde 1999.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.