Em vez de jogos à porta fechada, mulheres enchem estádio na Turquia

Escrito por

Em vez de jogos à porta fechada, a TFF (Federação de Futebol da Turquia) criou uma solução alternativa para punir os vândalos das claques. A ideia criativa, colocada em prática na última terça-feira, prevê que apenas mulheres e crianças tenham acesso permitido às bancadas e sem precisar pagar bilhete.

O primeiro jogo a ter a medida implantada foi entre Fenerbahce e Manisaspor, que acabou empatado em 1 a 1. O Fenerbahce havia sido punido com dois jogos à porta fechada devido a uma invasão de campo durante um amigável contra o Shakhtar Donetsk em julho, durante a pré-época, mas acabou por ver a pena alterada.

O resultado agradou muito aos dirigentes do futebol turco, que agora planeiam reservar uma cota de bilhetes gratuitos para jovens abaixo de 12 anos e mulheres para outros jogos, com o objetivo de incentivar a ida aos estádios e reduzir a violência.

“Quanto mais famílias estiverem nas bancadas, melhor é a atmosfera no estádio. Eu acredito que a medida é boa para aumentar o público, mas também é uma estratégia para ter um clima um pouco melhor no campo”, declarou Karen Espelund, membro do comité executivo da UEFA, aprovando a ideia da TFF.

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *