Fev 6, 2007
459 Visitas

Cadela ameçada de mortre desde 2004 na Colômbia

Publicado por
Traficantes de droga da Colômbia oferecem 10 mil dólares (mais de 7600€) a quem matar o animal que lhes detecta as drogas. Desde 2004 que ela tem a cabeça a prémio e 24 horas de protecção policial para evitar que a sua comida seja envenenada.
Com apenas cinco anos de idade já fez muitos inimigos, mas nada impede Agata, uma cadela Labrador e o melhor farejador de drogas da Colômbia, de fazer o seu trabalho. Agata “trabalha” no aeroporto de Letícia, povoação junto à fronteira sul do rio Amazonas. É o único cão da Polícia colombiana por cuja morte os traficantes de droga oferecem uma recompensa, cansados de terem os seus bens confiscados.
Há cerca de dois anos, as autoridades interceptaram uma mensagem que revelava um plano para a envenenar.”Temos um cuidado especial com o que ela come”, disse Robert Olanda, um dos guardas que a protegem.
Redacção:7FM Fonte: BBC Brasil
Categorias dos artigos
Insólito

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.