Brasileiro pede que júri nos EUA assista a sexo entre ele e a esposa

sexo júriUm empresário e piloto de corridas brasileiro que está a ser julgado em Fort Lauderdale (Flórida, EUA) por fraude financeira e imigratória fez um pedido inusitado: que o júri assista a um vídeo caseiro em que ele e a esposa fazem sexo.

O objetivo de Rogério Scotton (na foto ao lado), de 43 anos, é provar que ele e a esposa vivem maritalmente e não de fachada para ganhar o status de residente, como alega o procurador do Ministério Público, de acordo com o “Miami Herald”.

Scotton é acusado de estar por trás de um esquema multimilionário que envolve as empresas FedEx, UPS e DHL. Ele teria criado contas falsas que teriam operado de forma fraudulenta com empresas do calibre de Target, WalMart e Apple, entre 2007 e 2012.

Após dispensar seis defensores públicos, o empresário, que mora em Margate (Flórida), decidiu defender-se a si mesmo no tribunal.

Na internet, o pai de Scotton lançou um apelo em busca de fundos para defender o filho na Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.