Mar 30, 2012
1282 Visitas

Americana processa McDonald’s por ‘tê-la levado à prostituição’

Publicado por

Shelley Lynn, uma ex-prostituta e empregada de um bordel em Las Vegas (EUA), está a processar no Tribunal federal a McDonald’s. A acusação: a rede de de fast-food levou-a a prostituir-se.

De acordo com a “Courthouse News Service”, Shelley está a processar também o ex-marido, que possuía um  franchising do McDonald’s na qual ela trabalhou como caixa há 20 anos atrás, antes da separação.

No processo, Shelley diz que teve que dedicar-se à prostituição pois o seu “ex” (e patrão na altura) a forçou “emocional e psicologicamente”, já que este apenas lhe pagava  um salário mínimo, oferecia um péssimo plano de saúde e nenhum outro benefício, além de não proporcionar um sistema para que os funcionários se queixassem de abuso de poder dos seus superiores.

Ao ser despedida do emprego, argumenta a autora do processo, só lhe restou o caminho do sexo profissional.

O McDonald’s não se pronunciou.

Categorias dos artigos
Insólito

Comments to Americana processa McDonald’s por ‘tê-la levado à prostituição’

  • The change from paper to electronic documentation is often frightening. CRIM provides the service and expertise to make this change simple and seamless.

    mori lee Dezembro 18, 2013 12:04 am Responder

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.