Mulheres: façam “cara de brava” para evitar assaltos

Como evitar ser assaltada? Se você for uma mulher paraibana (Paraíba – Brasil) que tem medo de andar à noite ou que acabou de sair do banco, talvez seja o caso de fazer “cara de brava”, “franzir as sobrancelhas” e “falar alto consigo mesma”. Como!?

Sim, pelo menos é o que recomenda no seu site a Secretaria de Segurança e Defesa Social da Paraíba, a tutela responsável pelo policiamento do sexto estado mais violento do país.

Numa seção de dicas de segurança, a maior parte delas composta por conselhos para evitar assaltos, a secretaria mantém uma secção especial de “segurança para mulheres”. Nela, quem visitar o site vai encontrar o item onde se lê “se você se sente insegura ao andar à noite numa rua deserta, ou ao sair do banco com o dinheiro na bolsa, faça cara de brava, franza as sobrancelhas, fale alto consigo mesma”.

O site recomenda ainda, entre outras curiosidades, que as mulheres mantenham no carro “uma bolsa à vista, com quinquilharias e algum dinheiro, para que um eventual ladrão possa levá-la sem lhe trazer muito prejuízo”.

Mas não é caso único. Com estas dicas, a secretaria paraibana segue o exemplo das polícias Militar e Civil da Bahia, que nos sites das corporações mantinham secções de dicas que recomendavam, entre outras coisas, que os cidadãos andassem com “um pouco de dinheiro para satisfazer o ladrão”. Após a informação ser divulgada pela imprensa, as listas de dicas foram retiradas do ar.

MacGyver – Algumas das dicas da secretaria da Paraíba são quase idênticas àquelas recomendadas pela polícia baiana. Uma delas sugere que a população incorpore o espírito inventivo e audacioso do personagem MacGyver, da série televisa.

Para os casos de sequestro também há dicas: “Treine como sair de um porta-malas, para o caso de ser aprisionado. Em caso de tranca mecânica, treine com um grampo, arame ou canivete o levantamento da trava de segurança. Em caso de trava elétrica, identifique o caminho da fiação para poder cortá-la”, recomenda a secretaria de Segurança.

Condutor inglês vê carro apreendido por conduzir com a carta de condução de… Homer Simpson

Um condutor foi mandado parar pela polícia no condado inglês de Buckinghamshire. Se até aqui podemos dizer que é rotina o facto ganha novos contornos quando instado a mostrar a sua carta de condução pela Agente Philips o mesmo mostrou a carta de condução (de brincar) da  personagem de desenhos animados  Homer Simpson.

Ou seja recebeu uma carta de condução com a cara, nome e assinatura de Homer Simpson. O documento era semelhante às cartas de condução britânicas, incluindo até as marcas de segurança.

O incidente ocorreu na semana passada, segundo a polícia de trânsito (Thames Valley Police‏).

O carro foi apreendido, e o condutor foi processado por conduzir sem carta de condução mas também por não possuir seguro.

Twitter: Thames Valley Police‏ 

Dois jogadores do Auxerre expulsos durante o jogo por se agredirem um ao outro

Uma situação muito pouco vista nos dias de hoje. Pierre-Yves Polomat e Mickaël Barreto, colegas de equipa no Auxerre, foram expulsos após terem entrado em confronto durante o jogo frente ao US Quevilly Rouen.

Os dois jogadores alearam-se completamente da partida e começaram a discutir, tendo passado rapidamente das palavras aos atos, envolvendo-se em agressões, tendo sido separados por colegas e adversários.

O árbitro decidiu expulsar os dois atletas, deixando o Auxerre reduzido a nove unidades. O jogo acabaria com vitória do US Quevilly Rouen por 4-1.

Veja o vídeo.


Via: ABola

Tribunal romeno diz a homem que ele está… morto!

Um homem recorreu a tribunal para alterar o registo civil que o dá como morto.

Um tribunal romeno recusou o pedido de um homem que, depois de ter sido declarado morto em 2016, apresentou-se ao juiz para provar estar vivo.

A história de Constantin Reliu não podia ser mais peculiar. Depois de emigrar para a Turquia em 1992, perdeu o contacto com a família. Cansada de esperar por notícias, a sua mulher pediu um certificado de óbito, que foi concedido em 2016.

Este ano, Constatin Reliu foi preso na Turquia com documentos expirados e, depois de ter sido deportado para a Roménia, descobriu que estava dado como morto.

Tentou alterar o registo, mas o tribunal de Vasului decidiu que o pedido foi feito fora do prazo legal e recusou-o. A decisão não é passível de recurso.

“Estou oficialmente morto, ainda que esteja vivo. Não tenho rendimento e porque estou registado como morto, não posso fazer nada”, disse.

Via: Sábado

Inglesa tem diariamente crises de soluços desde há 15 anos

A inglesa Natalie Aves tem 27 anos e desde os 12 convive com um problema: todo o santo dia ela tem pelo menos um ataque de soluços.

Recorrentes há 15 anos, os soluços não têm cura. A moradora de Londres (Inglaterra) já procurou vários médicos, que simplesmente não sabem como livrá-la do problema. Alguns dos ataques diários podem durar mais de 5 minutos.

“Eles começaram quando eu tinha 12 anos. Eu soluço pelo menos uma vez por dia. Um médico disse que pode ter ligação com ansiedade, outro disse que “engulo” muito ar”, disse a inglesa ao “Daily Mail”.

Natalie está a recorrer às redes sociais a fim de encontrar alguma luz ao fundo do tunel que a ajude a livrar-se dos soluços, que não têm hora para surgir e prejudicam a sua vida social. Ela postou no Twitter um vídeo em que aparece a soluçar em várias ocasiões para que o seu caso chame atenção de quem conheça uma forma de curá-la.

“Alguns amigos acham os soluços engraçados, outros pensam que não são verdadeiros. Há quem diga que estou possuída”, lamentou Natalie.

Os soluços são espasmos ou contrações involuntárias do diafragma. As causas vão de lesões e tumores à ingestão rápida de líquido ou sólido ou de comida picante. Casos crónicos são raros e muitos complicados de diagnosticar.

Mães descobrem troca de bebés 5 meses depois destes terem nascido

20 de maio de 2017 é o dia que está a provocar uma guerra de mães (por causa dos filhos) com um hospital no Brasil

Francielli Garcia de 24 anos e Erivania Danfel, de 25, deram à luz a 20 de maio de 2017, separadas por alguns minutos no Hospital Regional de Alta Floresta, Mato Grosso (interior do Brasil). Eram duas mães como outras quaisqueres e não se conheciam.

Quando Francielli Garcia (à esquerda na foto), teve alta e foi para casa apercebeu-se de que a pulseira de indetificação que o “seu” bebé tinha no braço tinha o nome de outra mãe e não o dela. Ligou para o hospital a contar o sucedido que terá traquilizado a mãe dizendo para não se preocupar pois não tinha havido nenhuma confusão.

Mais, o hospital na altura até lhe terá dito que Francielli aguardasse que a outra mãe se manifestasse, caso visse o nome dela na pulseira do bebé que lhe foi entregue e estranhasse também. “Mas ela nunca se manifestou e, por isso, nunca mais fui atrás dela. Quem vai imaginar ou querer uma situação dessa pra si?”, questionou.

Foi a 3 de outubro (quase 5 meses depois) que as “peças” se juntaram. Franciellli relatou ter visto o filho biológico na sala de espera de um centro de saúde de Alta Floresta, ao colo da outra jovem, quando esperavam ambas por consultas de rotina dos bebés. Segundo ela, o bebé tinha a mesma fisionomia do marido dela, o que lhe chamou a atenção.

Foi aí que tudo começou a fazer sentido quando juntou os dois acontecimentos: as pulseiras com nomes diferentes e o bebé parecido com o marido.

Ambas começaram a conversar e descobriram que ambas tinham passado pelo meso, ou seja, a pulseira do outro bebé também tinha um nome que não correspondia à mãe verdadeira.

Francielli Garcia descobriu que o filho que criava na altura há 5 meses não era o seu filho biológico! Ela andava há 5 meses a criar um filho que não era seu e a outra mãe a mesma coisa. Partiram para os exames de DNA que confirmou a troca de bebés. O caso é acompanhado pela Ministério Público local.

Convivência
Francielli afirmou que, atualmente, mantém contato com o filho biológico, assim como a outra família também tem livre acesso ao filho que está com ela. Ela procurou o Ministério Público local para desfazer a troca, mas tal ainda não aconteceu.

“A cada dia que se passa, dói mais. Amo os dois filhos como ninguém, coração de mãe cabe sempre mais um, só que a minha maior vontade é ter o meu filho biológico de volta aos meus braços o mais rápido possível”, disse.

Ela ressaltou, porém, que quer manter contato com a outra família, mesmo após a situação ser resolvida. “Temos dois filhos agora, um de sangue e outro de leite. Sabemos que teve negligência vindo do hospital e não queremos nos beneficiar com essa situação. Só queremos que tudo se resolva da melhor maneira possível”, afirmou.

O Hospital não está muito pelos ajustes quanto ao reconhecimento do erro mas após o exame de DNA ficou sem grnades argumentos…

Tailândia: procura-se mulher loira que se “esfregou” (nua) em pedra sagrada

Uma turista despertou raiva numa ilha na Tailândia , depois de “desrespeitar” uma rocha sagrada em forma de… pénis.

Uma mulher, loira, foi vista despir-se ao lado do Hin Ta – ou Grandfather Rock (Rocha do Avô) – na ilha de Koh Samui na passada segunda feira (12).

Ela foi fotografada a esfregar-se contra a rocha sagrada de 3,6 metros de altura com forma fálica – que os moradores acreditam estar imbuída com o espírito de um homem velho.

Os moradores furiosos estão agora a exigir que a polícia prenda a mulher, para já não identificada, e a faça publicamente pedir desculpas pelo seu desrespeito.

Sutida Wongyai, vendedor ambulante de comida, disse: “A rocha é muito especial e representa a nossa ilha. É um insulto fazer isso”. Já Suriya Promsri, chefe de um hotel local, acrescentou: “Ninguém deve estar nu em público aqui. Isso é ofensivo. A polícia precisa encontrá-la e processá-la. Isso avisará outras pessoas para não desrespeitar a ilha.

A Hin Ta Rock, uma atração turística na ilha, fica ao lado de uma outra pequena rocha chamada Hin Yai. A primeira assemelha-se à genitália masculina e a segunda à feminina.

Apesar dos sinais de alerta na praia, a infeliz forma fálica da rocha atrai regularmente  brincalhões que “ofendem” os locais ao escalá-la ou ao posar ao lado dela.

A polícia da ilha confirmou hoje que receberam uma queixa sobre a turista e estão a investigar.

Um porta-voz disse: “Isso não é aceitável e os oficiais investigarão as imagens e tentarão encontrar a mulher”.

Empresa procura testador de bonecas “sexuais” e paga 40.000€/ano

Está desempregado e procura emprego? Esta pode ser a tua oportunidade…

Um fabricante britânico de bonecas “sexuais” está à procura de candidatos para o cargo de “Inovador de Produto e Testador de Qualidade” – ou seja, para fazer sexo com as bonecas de plástico/silicone.

O salário oferecido é 35.000 libras estrelinas (cerca de 40.000€) mil anuais, segundo o site da Silicone Sex World.

Além do salário, a empresa oferece 22 dias de férias por ano, desconto nos produtos para a família e os amigos do contratado, possibilidade de viagens internacionas, ginásio grátis e um smartphone.

O trabalho consiste em “fazer muito sexo” com diferentes modelos de bonecas e avaliar os produtos, além de representar a companhia em eventos.

O candidato ideal, segundo a empresa, pode ser homem ou mulher e precisa ter experiência no mercado sexual, de preferência tendo trabalhado como ator ou atriz porno.

Requisitos de candidatura: aqui!
Última hora: candidaturas já exceram a oferta.  Espere pela próxima oportunidade!

Músico mata namorada com… 33 dentes de alho!

O músico vietnamita Nguyen Viet Cuong, de 40 anos, é acusado de matar a namorada Huyn, de 20 anos, sufocada com 33 dentes de alho. O homem teria forçado a jovem a engolir a cabeça de alho durante uma sessão de exorcismo.

Nguyen começou a ter alucinações após consumir droga e acreditou que ambos estavam possuídos por espíritos demoníacos. O cantor sugeriu que eles engolissem dentes de alho como forma de exorcismo, mas a vítima recusou-se .

Revoltado, o músico forçou-a a deitar-se no chão e inseriu a cabeça de alho (composta por 33 dentes de alho) na boca dela. O corpo foi encontrado na manhã seguinte e o rapaz não soube explicar bem o que havia acontecido.

Segundo o Daily Mail, ele foi preso e aguarda o julgamento do caso.

Empresa americana lança cuecas feitas especialmente para… sexo oral

As novas invenções servem, cada vez mais, para facilitar a vida das pessoas. Estas cuecas prometem revolucionar a forma como se faz sexo oral a uma mulher…

A marca norte-americana Lorals acaba de lançar umas cuecas para mulheres desenvolvidas especialmente para que estas possam “receber” sexo oral de uma forma protegida e sem constrangimentos.
Num primeiro olhar não há muita diferença entre estas cuecas e os modelos tradicionais. Contudo, os fabricantes garantem que a peça de lingerie protege de doenças sexualmente transmissíveis e permite às mulheres a possibilidade de nunca mais se sentirem constrangidas em receber sexo oral se não tiverem tido tempo de tomar banho, se estiverem transpiradas ou mesmo com a menstruação.

As cuecas são feitas de um tecido à base de látex, são entre 5 a 10 dez vezes mais finas que a roupa interior convencional e são ainda mais elásticas. Devem ser utilizadas apenas uma vez e o pacote, com quatro cuecas, custa cerca de 20 euros.

O site da marca diz que o produto não afeta a sensibilidade e “permite acesso fácil para línguas e dedos se divertirem”.

Ainda não se sabe quando é que este artigo vai chegar a Portugal.

Logotipo para os 40 anos de Universidade espanhola causa furor na internet

A universidade comemora seu 40º aniversário este ano e para comemorar o artista e o médico honoris causa da UIB Miquel Barceló criou um logotipo.

Até aqui tudo bem. Mas, quando pensavamos que já tinhamos visto tudo… Não! Não vimos! É caso para dizer que a arte é do car….*£@

Como sabem as Ilhas Belares são um arquipélago, uma província e uma comunidade autónoma espanhola no Mediterrâneo cuja capital é Palma e que é formada pelas “grandes ilhas” de Maiorca, Menorca, Ibiza e Formentera e por uma série de outras ilhotas mais pequenas.

Geografia à parte, a UIB (Universidade das Ilhas Baleares) fica então na capital Palma, e acaba de completar a sua quarta década de vida o que fez os seus diretores pularem de contentes e encomendar um logotipo novo para a instituição, nem que seja apenas para a comemoração dos 4o anos.
A obra é o que se vê! Sim, na imagem está reproduzido o dito logotipo! Pense o que quiser! 😉

No final de fevereiro o Reitor da Universidade Llorenç Huguet e a Vice-Reitor da Projeção Cultural, Joana Maria Seguí deram a conhecer ao mundo o novo logotipo. O criador do ditoo logo é o pintor Miquel Barcelóvencedor do Prémio Nacional de Artes Plásticos de 1986, Príncipe das Asturias das Artes Plásticas em 2003, e Doutor Honoris Causa na mesma universidade. Representa um anzol com o qual Seguí estabeleceu um paralelismo com a Universitat, pois, como ela indicou, também serve “para trazer algo à superfície: conhecimento e talento”.

Não sei se estaria a pensar no talento de quem desenhou o novo logotipo…

Não acredita pois não? Veja aqui.

Peruana morre após o marido usar (bomba) morteiro como brinquedo sexual

O médico Ruben Valera Cornejo foi preso nesta semana sob acusação de homicídio após usar na própria esposa uma bomba-morteiro como brinquedo sexual , que acabou por morrer na residência do casal, em Arequipa (Peru).

Interregado pela polícia, Ruben contou que não se lembrava muito bem do que havia acontecido na noite anterior, já que os dois tinham consumido bastantes bebidas alcoólicas. O peruano comentou que a esposa pedira que ele transformasse objetos da residência em consolos. Ele só percebeu a morte da companheira, Alisson Llerena de Mendiburu, ao acordar pela manhã.

Lança morteiros (ligeiro) de 60mm

 

Os morteiros podem ser ligeiros e atingem até 2 km de comprimento. São uma espécie de granada que é disparada de uma arma de forma a que a mesmo exploda a determinada distância que pode ir das  centenas de metros até cerca de 12.000 metros de distância. Esta era de calibre ligeiro e é lançada de uma arma semelhante à imagem baixo.

Vista da extremidade da bomba-morteiro usada pelo casal peruano Foto: Reprodução da internet

 

Os agentes policiais encontraram sangue e pelos púbicos na bomba-morteiro. O objeto bélico estava numa bolsa com vibradores, que pertencia ao casal. Citado pela imprensa local, Javier Arana, chefe da polícia de Arequipa, comentou que o morteiro estava inativo e servia apenas como decoração na residência.
A causa de mais provavel de morte foi a hemorragia interna. A bomba-morteiro tem 40cm de comprimento e 6cm de largura.

 

Extremidade contrária da munição (morteiro) aquela onde é impelida a força que faz o morteiro alcançar longas distâncias

 

Com informações de : Daily Mail, The Sun

Jogador ex-Arsenal vê o cartão vermelho por causa do seu… apelido!

Árbitro achou que o atacante Sanchez Watt estava tirando sarro de um cartão amarelo e o expulsou. Depois a confusão foi esclarecida

Um facto insólito – para não dizer inédito – chamou atenção no futebol inglês nesta semana. No duelo a contar para National League South, a sexta divisão do país, entre Hemel Hempstead Town e o East Thurrock, disputado na noite desta terça-feira, um jogador da equipa da casa foi expulso por causa do seu apelido!

Não entendeu? Mas foi exatamente isso. Sanchez Watt recebeu o cartão amarelo por cometer uma falta. Até aqui normal. O árbitro Dean Hulme dirigiu-se ao jogador e perguntou-lhe o nome para poder apontar no seu bloco o respetivo cartão amareleo. Foi aí que a coisa começou a descambar. O jogador respondeu “Watt“, que é o seu apelido. O juiz perguntou mais algumas vezes qual era o seu nome e o atleta continuava a dizer “Watt“.

O árbitro interpretou a resposta como “What?“, que, em português, significa “O quê?”, considerando que o jogador estava a gozar com a situação e a desrespeitá-lo. Por conta disso, Dean Hulme não pensou duas vezes e mostrou o cartão vermelho.

Foi necessária a intervenção de Jordan Parkes, capitão do Hemel Hempstead Town, para que o árbitro entendesse a confusão e retirasse o cartão vermelho a Sanchez Watt. O que aconteceu.


Sanchez Watt, é uma avançado inglês de 27 anos de idade revelado no Arsenal e com passagens por outros clubes de menor expressão, como Leeds United, Sheffield Wednesday, Colchester United e Crawley Town

“Foi um erro e o árbitro foi homem o suficiente para retificar. No final de contas nós acabámos por achar tudo isto divertido, incluindo o próprio árbitro”, disse Dave Boggins, presidente do Hemel, em entrevista à BBC Sport

Watt marcou um dos golos

Independente de toda confusão, o Hemel Hempstead Town venceu o East Thurrock por 2 a 0, com um dos golos marcados por Watt, o jogador central da polémica. O outro tento foi de Jordan Parkes. Com o triunfo, o Hemel assumiu a quinta posição da National League South com 52 pontos, enquanto o East Thurrock é o 13º na tabela com 30 pontos.

Mulher ganha 5000€ a vender o seu leite materno a… homens!

Há 7 meses atrás, Rafaela Lamprou, de 24 anos, deu à luz o seu segundo filho, Anjelo. A moradora de Larnaca (Chipre), percebeu que estava a produzir leite em demasia. E viu nisso uma oportunidade de negócio.

Por que não doar o leite não aproveitado por Anjelo? Foi o que a cipriota fez numa primeira instância. Alguns bebés beneficiaram do leite “em excesso” de Rafaela. Foi então que ela pensou mais à frente. Passou a vender parte do leite a homens. Sim, homens que têm o fetiche com leite materno.

leite materno
Foto: Reprodução/Facebook(Rafaela Lamprou A)

O leite estava a encher o meu frigorifico. Não sabia o que fazer. Comecei a doar a mulheres no Chipre e no Reino Unido”, contou a cipriota, segundo reportagem do “Sun”. “Comecei a receber pedidos de homens. Homens que querem ajuda para ganhar músculos e outros que querem (o leite) por fetiche. Eles dizem-me que o consomem”, acrescentou.
Rafaela comentou que inicialmente achou os pedidos estranhos. “Era esquisito dar o meu leite a homens com fetiche, mas depois acabei por não me importar mais. Tenho a mente aberta”, disse ela, que considera a atividade “viciante”.

Com a venda do leite a homens, a cipriota já faturou cerca de 5.000€. Ela garante ter todo o apoio do marido.

Equipa romena joga com meias nos braços por causa do frio e neve

Sem camisolas de manga comprida, jogadores usam meias para tapar os braços com 8 graus negativos

O frio calha a todos. Da Roménia vem um exemplo de quando não se tem cão caça-se com gato!  A equipa Sepsi OSK Sfantul foi jogar no último domingo contra o Steaua de Bucareste, em Bucareste, para a Liga 1 (o principal campeonato da Roménia), sem levar camisolas de manga comprida.

O que a equipa de Sfântu Gheorghe, 160 quilómetros a norte de Bucareste não esperava era encontrar temperaturas de 8 graus negativos.

A solução encontrada para tapar os braços e os proteger do frio e neve que se fazia sentir durante o jogo  foi usar meias! Isso mesmo. A biqueira das meias foi cortada e para as mão passarem e ficarem à vista mas os braços acabaram por ficar tapados. Nem todos os jogadores precisaram desta artimanha tipo MacGyver.

Filipe Oliveira jogador do Sepsi OSK Sfantul

Nesta equipa romena joga o português Filipe Oliveira (entrou aos 54 minutos de jogo). Filpe Oliveira foi na época 2002/03 dos Juniores do FC Porto para o Chelsea. Após já passou por várias equipas como o Marítimo, Braga, Parma, Torino, Videoton, Anarthosis até que chegou Sepsi.

O Steaua venceu por 2 a 0.
Vídeo do jogo: