O cheiro da loja influencia em quanto vai gastar, afirma estudo

[imagem ilustrativa]
Sabia que o cheiro de uma loja pode fazer com que gaste mais? A descoberta foi feira por Eric Spangenberg, da Whashington State University College. Segundo ele, quanto mais simples for o cheiro presente no ambiente, mais espaço o seu cérebro vai ter para reagir aos impulsos da compra.

Para a pesquisa, foi observada uma loja pela qual passaram 400 consumidores num período de 18 dias. Em determinados dias, foi usado um aromatizador com odor de laranja simples, enquanto que, em outros, um perfume complexo composto de laranja e chá verde tomou conta do ambiente. Houve ainda dias em que nenhum aroma artificial foi utilizado.

Os resultados mostraram que os consumidores que estavam na loja enquanto o aroma simples de laranja estava a ser utilizado gastaram, em média, 20% a mais.

Os odores simples requerem um nível de processamento mental menor, o que dá espaço para o cérebro perceber melhor fatores como o desejo de compra e a própria embalagem do produto. “A grande maioria das pessoas processam isso [o cheiro] no inconsciente, mas isso tem um impacto sobre elas”, afirmou Spangenberg.

Americana agride namorado por não conseguir orgasmo

A norte-americana Raquel Gonzalez não suportou a insatisfação sexual e foi detida esta semana. Tudo porque agrediu o parceiro depois de uma relação sexual em que só ele chegou ao orgasmo.

A mulher de 24 anos ficou irritada por não alcançar o êxtase e, após uma discussão, agrediu com violência o namorado, Eric Davis, e arranhou-o, provocando-lhe ferimentos no rosto.

De acordo com o site ‘The Smoking Gun’, Raquel enfrenta agora acusações de violência doméstica e encontra-se a aguardar julgamento na cadeia de Manatee.

Segundo fontes policiais, um dos motivos para a atitude violenta da arguida pode estar relacionado com consumo em excesso de álcool.

Facebook bloqueia utilizadora por confusão entre seios e cotovelos

O Facebook, já se sabe, não permite fotos minimamente obscenas, de sexo ou mesmo perversas. De acordo com estas regras, uma utilizadora viu a sua conta bloqueada porque a administração da rede social confundiu os cotovelos com… seios!

A utilizadora ‘cedeu’ uma fotografia sua a um site numa tentativa de testar se uma imagem deste género conseguia confundir a rede virtual e dar que falar. A verdade é que conseguiu. E conseguiu também correr com a utilizadora, cuja conta foi temporariamente suspensa…

Mulher tenta asfixiar namorado com os seios

Na cidade de Unna, na Alemanha, uma mulher de 33 anos é suspeita de tentar matar o namorado por asfixia. A «arma do crime» terão sido os seios.

Franziska Hansen (a suposta agressora) nega as acusações e diz que se tratava de uma brincadeira sexual, mas o noivo (agora ex) parece não ter gostado da brincadeira. O homem argumenta que, ao telefone, ela ter-lhe-á feito uma ameaça de morte, dizendo que lhe proporcionaria a «morte mais agradável possível». Tudo isto por ele pretendia acabar com o namoro.

“Ela estava sentada em cima de mim, nua, e eu estava a beijar-lhe os seios. De repente, ela agarrou a minha cabeça e apertou-a entre as mamas com toda a força”, contou Tim Schmidt, em declarações ao jornal alemão “De Bild”. A agressora, de 57 quilos tem uns seios cuja copa é tamanho “38DD”.

Em pleno tribunal, Tim Schmidt (a vítima), fez a descrição da alegada cena do crime, explicando ao juiz que«Não podia respirar, pensei mesmo que ia morrer».

O homem terá dito ainda em sede de julgamento que, quando conseguiu «soltar-se», fugiu, todo nu, para casa de um vizinho.

O que é um par de seios grande? Cientistas dão a resposta!

Em diversos estudos médicos, fala-se de ‘seios grandes’. Mas o que torna um par de peitos realmente grande? Um grupo de médicos australianos Dundas KL, Atyeo J, Cox J da Universidade de Sidney,  resolveram colocar um ponto final nessa história, definindo, de uma vez por todas, quando uma mulher tem um seio que foge da média.

Segundo o estudo que estes investigadores conduziram com o nome: “What is a large breast? Measuring and categorizing breast size for tangential breast radiation therapy“, que numa tradução simples pode ser algo como “O que é um peito grande? Medir e categorizar o tamanho do peito para a terapia de radiação tangencial da mama”, tudo é muito simples: se os seus seios forem maiores ou equivalentes à copa D, então parabéns, você é a dona de uns seios grandes.

Essa definição, por mais bizarra que pareça, pode servir de complemento a alguns estudos. Um exemplo disso é o efeito da radioterapia em pacientes com seios grandes. De acordo com cientistas, essas mulheres tendem a sofrer mais danos na pele.

Então, agora que já sabe o que, cientificamente, é um seio grande, já pode comemorar ou, se for o caso, partir para o silicone.

 

Mentir deixa o nariz mais quente

Carlo Collodi quase acertou quando escreveu a história de Pinóquio. O nariz, esse traidor, é realmente capaz de denunciar as suas mentiras. Mas, ao contrário da ficção, ele não cresce, só fica mais quente.

A culpa é do stress. Segundo a tese de doutoramento dos espanhóis Emilio Gómez Milán e Elvira Salazar López, da Universidade de Granada, quando os níveis de ansiedade aumentam, a temperatura do nariz sobe. E, para o arrefecer de novo é preciso fazer um grande esforço mental. Em homenagem ao desenho animado, os pesquisadores batizaram a descoberta de “Efeito Pinóquio”.

Mas não é só o nariz que denuncia a mentira. Quando nós mentimos, uma parte interna do músculo orbital do olho também aquece. Mas quando estamos sexualmente excitados, quem fica mais quentinho é nosso peito – e os órgãos sexuais também, claro.

Os pesquisadores chegaram a esta descoberta depois de analisar imagens do cérebro de alguns voluntários. Quando mentiam sobre sentimentos, o córtex insular alterava-se. “Esta área está envolvida com a deteção e regulação da temperatura corporal, então há uma relação negativa entre a atividade dessa estrutura e as mudanças na temperatura”, explica a pesquisa. “Quanto maior a atividade no córtex insular, menor será a troca de calor no corpo, e vice-versa”. Depois foi só confirmar a ideia com um exame “termográfico”, que mostra as variações de temperatura pelo corpo.

Quando duvidar de alguém, encoste o dedo na ponta do nariz da pessoa e veja se está mais quente. Se estiver, pronto, descobriu a mentira.

Via: Ciência Maluca

Pessoas alcoolizadas têm mais probabillidades de saírem vivas de acidentes

Um curioso estudo realizado por pesquisadores da University of Illionis, em Chicago, nos EUA, estabeleceu uma relação entre as probabilidades de sobrevivência de pessoas que se magoam e o nível de álcool no sangue. Ou seja, se estiver bêbado(a) e levar uma facada durante uma briga de bar, as probabilidades de você sair vivo dessa enrascada são maiores do que se estivesse sóbrio.

A pesquisa foi feita a partir dos dados de mais de 190 mil pacientes tratados em hospitais de emergência do estado de Illionis entre 1995 e 2009. Foram identificados os tipos de acidentes sofridos por essas pessoas, bem como o nível de álcool presente no sangue (de 0 a 0,5, sendo 0,35 um nível bastante alto) de cada uma delas e o índice de recuperação.

Com exceção dos acidentes por queimaduras, foi constatado que quanto mais álcool havia no sangue de um paciente, mais chances ele tinha de ficar bem. Para Lee Friedman, autor do estudo, as vítimas de arma de fogo e pessoas que foram esfaqueadas são as que mais beneficiam do suposto efeito protetor do álcool.

Acidentes de automóvel

Diferente do que alguns imaginam, as pessoas alcoolizadas não se magoam menos durante um acidente de automóvel. O que acontece, segundo o pesquisador, é o mesmo processo de recuperação rápida vista nos demais casos. Sendo assim, se duas pessoas sofrem um acidente e se machucam de forma semelhante, aquela que estiver sóbria têm mais chances de morrer.

“Não morre pelo ferimento em si, morre pela resposta fisiológica subsequente, como inflamações e a perda de fluidos. Se levar um tiro, não é o buraco que te mata”, afirmou Friedman.

Mas, álcool “faz bem”? Não é bem assim… Os motivos que levariam o álcool a acelerar a recuperação de feridos e proteger o corpo em caso de acidentes ainda não foram identificados. No entanto, o pesquisador garante que a intenção não é incentivar o consumo de bebidas alcoólicas ou tentar negar o fato de que as pessoas estão mais seguras depois de duas garrafas de vodka. “Estar alcoolizado, mesmo que pouco, está ligado a um maior risco de se magoar”, afirmou.

Sábado é o dia em que as mulheres mais querem sexo, afirma estudo

O apetite sexual das mulheres atinge o seu ápice às 23h de sábado, afirma um estudo encomendado pela revista britânica Women’s Health. A pesquisa contou com a participação de 1.000 mulheres, sendo que mais de três quartos delas se declararam satisfeitas com as suas vidas sexuais.

Essa informação vai contra o resultado de um estudo sobre sexo feito pela London School of Economics em 2011. Na época, foi revelado que o melhor horário para manter relações sexuais era na quinta feira de manhã, momento em que o cortisol e as hormonas do sexo estariam a “explodir”, tanto no homem quanto na mulher.

Ainda nessa pesquisa, foi descoberto também que os níveis de testosterona nos homens e os de estrogénio nas mulheres costuma ser até cinco vezes maior na parte da manhã. Depois dessa, acordar com pressa e ir trabalhar pode não ser uma boa estratégia.

Dormir em certa posição pode ajudar a sonhar com sexo

dormirQuer apimentar os seus sonhos? De acordo com um novo estudo, dormir em determinada posição pode ajudar. As informações são da Cosmopolitan.

Profissionais da Hong Kong Shue Yan University fizeram uma pesquisa com 670 pessoas e descobriram que aqueles que dormem de bruços e com os braços acima da cabeça (do género da foto ao lado) podem ter mais sonhos relacionados a sexo do que aqueles que dormem em outras posições.

Os cientistas não sabem ao certo porque isto acontece, mas acreditam que pode ser devido à forma como a posição afeta o corpo durante o sono, na respiração e na parte frontal, que é pressionada contra a cama, simulando o sexo.

Claro que você não vai ter um sonho sexy a cada vez que dormir desta maneira, mas as probabilidades podem aumentar.

O que leva os homens a dormirem logo após atingir o orgasmo?

Mal saboreou o momento do clímax e um sono incontrolável tomou conta de si, e quebrou todo o clima? Chega de colocar a culpa no dia duro de trabalho, os cientistas acabam de descobrir o que leva os homens a dormirem logo após atingir o orgasmo.

Voluntários do sexo masculino tiveram as suas atividades cerebrais monitorizadas durante e após o ato sexual. O estudo constatou que, nos homens, o córtex cerebral – que desempenha um papel vital na consciência de atenção e sensibilização perceptual – se desliga quase que imediatamente após a ejaculação.

De acordo com o cientista Serge Stoleru, um dos pesquisadores envolvidos, nas mulheres isso não acontece. “Elas não parecem ter um período refratário tão forte e por isso se perguntam por que o parceiro pensa imediatamente em descansar, após o ato sexual.”

O diretor da universidade, Neil Stanley, explica que os seres humanos são os únicos animais em que o sono e o sexo estão ligados e, por isso, há razões científicas que explicam o cansaço que os homens sentem após o sexo.

O estudo também comprovou que o público masculino se sente mais relaxado após o ato sexual. Para 80% dos homens seria perfeitamente possível mudar o foco para outra situação depois do sexo, o que só aconteceria em 46% das mulheres.

 

Mulheres guardam segredo durante apenas… 32 minutos!

Tem “comichão” na língua quando ouve um segredo? Se você é dessas, não está sozinha, a maioria das mulheres não consegue guardar um segredo por mais de… 32 minutos!

É o que diz a pesquisa da Skin Care, uma empresa de produtos para a pele, que entrevistou 3 mil mulheres britânicas. Cerca de 10% delas confessou ser incapaz de guardar um segredo. E 85% assumiram que gostam de ouvir “fofocas”. Metade delas ainda disse que sente necessidade de compartilhar a notícia com alguém – e isso acontece, no máximo, 32 minutos depois receber a confissão/desabafo do colega.

As “fofocas” preferidas são casos extraconjugais, cirurgias plásticas e problemas no relacionamento. Bem, pelo menos elas contam a pessoas de confiança: em geral, para o marido, mãe ou melhor amigo.

Britânicos(as) podem pedir “registo criminal” de parceiro(a) na polícia antes de se envolverem num relacionamento

As mulheres britânicas que estão com um pé atrás na hora de se relacionar com novos homens devido à violência, podem agora ficar mais tranquilas. Numa iniciativa curiosa e sem precedentes, a polícia permite que as mulheres verifiquem a ficha (uma espécie de “registo criminal”) dos seus futuros namorados ou maridos caso tenham dúvidas sobre os seus passados.

A nova lei também não é só para as mulheres mas também é válida para os rapazes que queiram descobrir um pouco mais sobre a parceira e para pais que desejem saber da existência de vizinhos acusados de pedofilia na área em que vivem.

Para Constable Carmel Napier, porta-voz da divisão de violência doméstica da polícia britânica, afirmou ao Daily Mail que “o sistema tem como objetivo facilitar a informação e a tomada de decisões a fim de proteger as pessoas e os seus filhos ao se envolverem com novos parceiros”.

Em 2010, 94 mulheres e 21 homens foram assassinados pelo parceiro ou ex-parceiro apenas na Inglaterra.

Ladrão rouba parafusos de sinais de trânsito por pura obsessão

Na região da Bavária, na Alemanha, um ladrão passou meses a roubar apenas os parafusos dos sinais de trânsito. De vários formatos, os parafusos estavam a fazer falta e deixaram a polícia local à nora.

De acordo com a policia, que apanharam o homem de 54 anos em flagrante, “ele tinha uma grande quantidade de ferramentas apropriadas e logo admitiu estar a desmontar sianis de trânsito há meses”.

O ladrão tinha em sua casa quilos e mais quilos de parafusos e diversas ferramentas. Acredita-se que ele tenha problemas mentais e agiu por pura obsessão de colecionar parafusos. O prejuízo para o departamento de trânsito foi estimado em de 800 euros.

Via: The Local | Zoinc

Ficou sem pénis após injetar azeite para o tornar maior

Um tailandês de 50 anos, aconselhado pelos seus amigos, injetou azeite no pénis, com o objetivo de torná-lo maior. Tudo isto terminou numa infeção a que os médicos só conseguiram responder amputando-lhe o respetivo.

Esta prática é muito habitual no país asiático, e por isso o Ministério da Saúde local teve que alertar a sociedade, dando a conhecer este último caso.

Ainda que o resultado não fosse “garantido” , o homem foi influenciado pelos amigos, que lhe asseguraram que com este sistema o seu pénis ficaria maior. A prática, que também pode implicar o uso de silicone, parafina ou até cera de abelha, é comum na Tailândia. Um hospital de Baguecoque informa que 40 pacientes num mês já receberam tratamento devido a efeitos secundários provocados pela prática deste método.

Neste caso concreto o homem de 50 anos desenvolveu uma infeção grave depois de injetar azeite no pénis durante vários anos. A infeção transformou-se em cancerosa e nada mais houve a fazer do que “cortar o mal pela raiz”, ou seja, o orgão sexual.

Via: Diario Veloz

 

Uma mulher no Arizona atropelou o marido porque este não foi votar

Por causa do triunfo de  Obama, a quem “odeia”, a jovem de 28 anos ficou enfurecida quando o seu marido lhe disse que “não havia participado”  nas eleições e… atropelou-o!

Holly Solomon, de 28 anos, acabou detida por “violência doméstica” após atropelar e ferir com um Jeep o seu marido, Daniel Solomon (de 36 anos), num estacionamento da localidade de Gilbert, em Phoenix (Arizona), segundo informou a imprensa local.

Daniel Solomon, que acabou internado, disse aos investigadores que a sua mulher “odeia Obama” e crê que a “sua família vai a passar mal” num segundo governo do democrata.

O homem contou que a mulher ficou enfurecida porque “no havia participado na eleição”, culpando-o assim da vitoria de Obama.