Concurso de beleza chinês repetido por… falta de beleza!

A eleição da Miss e das damas de honor de um concurso de beleza na China (Miss Internacional) geraram fortes criticas por parte do público. Perante as criticas a organização decidiu repetir o concurso. Mas afinal qual era o problema? Falta de beleza!

O estranho episódio ocorreu na cidade de Chongqing. A controversia tornou-se nacional. A beleza das três  vencedoras foi posta em causa nas redes sociais. Falou-se logo em pressões sobre o juri. Para acalmar os ânimos decidiram fazer nova eleição. A foto das vencedoras foi, num só dia, partilhada mais de 6.000 vezes ampliando as criticas.

Chongqing é até conhecido como um berço de lindas mulheres, mas as que venceram não se livram das críticas. Os internautas criticaram em uníssono, dizendo que elas nem sequer conseguiam atingir o nível médio das raparigas de Chongqing. A título de piada um blog chinês (Weibo) diz mesmo, referindo-se a uma das damas de honor, (a da direita na foto) não deve ser ela mas sim a sua mãe que foi receber o prémio, por ela.

 

 

Conheça o nosso parceiro VIP:Colmeia: O melhor dos blogs

Inglesa inventa cancro para custear despesas do casamento

Uma inglesa foi presa sob acusação de ter inventado um cancro para custear as despesas do casamento.

Danielle Howard, de 22 anos, precisava de cerca de 10.000 libras (cerca de 12.800€) para pagar a cerimónia e a festa.

O “drama” de Danielle teve até o apoio do chef Gordon Ramsay, que trabalha na televisão britânica. Ele apoiou a “doente” e pediu doações para ela. De acordo com o “Sun”, foi até lançada uma campanha na internet: a inglesa estava a “lutar pela vida”. O caso tornou-se popular no Facebook e no Twitter.

A mulher chegou a ir a um jornal local pedir doações, afirmando que gostaria de se casar antes que “o cabelo caísse por causa do tratamento”.

Deu certo. Danielle e Chris, de 28 anos, casaram-se em abril, em Billericay (Inglaterra). Só que “apesar do tratamento para cancro cervical”, a inglesa conseguiu engravidar “milagrosamente”. A farsa foi descoberta…

A investigação continua e o marido de Danielle também deverá ser acusado.

Polícia prende americano que dizia ser Justin Bieber

Um homem que estava alcoolizado e insistia ser Justin Bieber foi preso em Oklahoma City (EUA).

A polícia foi ao local após denúncia de que Kenneth Irvin Gunn, de 48 anos, havia partido a janela de um vizinho.

Agentes encontraram Kenneth a sangrar bastante. Totalmente fora de controlo, o americano chamou um dos policias de “demónio branco”. Confrontado, o arruaceiro repetiu várias vezes ser… Justin Bieber!

Kenneth foi preso sob acusação de desordem pública e fornecer à polícia falsas informações.

Sexo faz bem ao coração dos homens

Como se faltassem motivos para adorar sexo, um grupo de italianos chegou a uma bela conclusão: homens com vida sexual saudável correm menos risco de sofrer um problema cardíaco.

A pesquisa, realizada pela Universidade de Florença, na Itália, avaliou a vida de 4.000 homens. E, entre todos, aqueles que tinham a vida sexual ativa mostravam menos problemas no coração e viviam por mais tempo. A explicação é simples: o sexo estimula a produção de testosterona, que melhora todo o sistema cardiovascular.

Música atual é igual à de há 50 anos atrás, apenas mais alta!

Um estudo do Artificial Intelligence Research Institute de Barcelona, comandado pelo investigador Joan Serra, chegou à conclusão que, afinal, a música pouco ou nada evoluiu nas últimas décadas. Apenas se tornou mais homogénea e mais alta.

Para chegar a estes resultados Joan serra recorreu a 500.000 músicas da Million Song Dataset, uma base de dados existente na Universidade de Columbia (em Nova York), que conta com cerca de 1 milhão de músicas ocidentais, de vários géneros musicais e analisadas batida a batida.

Os investigadores centraram-se sobre as qualidades primárias musicais como o timbre, tom e volume, que foram lançadas entre 1955 e 2010.

Eles descobriram que a música atual conta com os mesmos 10 acordes musicais  mais populares que a música dos anos 50 já contava.  Eles seguem ainda um padrão semelhante aos textos escritos, onde a palavra mais comum ocorre cerca de duas vezes mais que a segunda mais comum, três vezes mais do que o terceira mais comum, e assim por diante, uma regularidade linguística conhecida como lei de Zipf.

O que mudou foi a forma como os acordes são estruturados nas melodias. Na década de 60 o timbre também foi algo diferente o que foi atribuido pelos investigadores às guitarras elétricas do periodo de Jimi Hendrix.

O que a música perdeu na variedade, ganhou em volume. As músicas hoje são em média 9 decibéis mais altas do que a meio do século passado, confirmando o que já se suspeitava: as editoras optaram pela intensidade (sonora), a fim de chamar a atenção dos ouvintes.

Quer ver o estudo? Clique aqui.

Pénis arrancado e guardado em caixa é exibido como prova em julgamento

O julgamento de um homem acusado de violações em série na cidade de Novosibirsk (Rússia) teve um detalhe bizarro: um pénis acondicionado numa caixa foi exibido como prova.

O membro pertence (ou pertencia) a Dmitry Zubarev, de 29 anos. Ele foi arrancado por Svetlana Serafina, de 25 anos, que trabalha numa sauna da cidade.

De acordo com o processo, Dmitry foi à sauna fazendo-se passar por cliente. Lá, ele atacou Svetlana com socos e pontapés e forçou-a a fazer-lhe sexo oral. A mulher não pensou duas vezes: arrancou o pénis do violador com uma potente dentada.

“Ele rasgou a minha roupa, baixou as calças e pôs o pénis na minha boca. Então eu mordi-o o mais forte que pude e não o deixei ir”, contou a russa.

Svetlana contou que, no desespero de se livrar, Dmitry acabou por recuar, o que fez com que os dentes dela decepassem o membro do agressor.

Dmitry foi a um hospital local e, pouco depois, acabou preso. Os médicos disseram que seria impossível reimplantar o pénis, que foi posto numa caixa e levado a uma esquadra, de acordo com o “Austrian Times”.

Mulheres são mais preguiçosas do que homens

Uma pesquisa mundial investigou 122 países e chegou a uma descoberta curiosa: as mulheres sentem mais preguiça do que os homens.
A intenção dos pesquisadores era verificar em que países os cidadãos são mais sedentários e onde vivem os mais ativos. Mas a parte mais engraçada fica mesmo por conta da “guerra dos sexos”. E a pesquisa diz o seguinte: 34% das mulheres do mundo não se exercitam muito – do outro lado, 28% dos homens levam uma vida sedentária parecida com a delas. Segundo a pesquisa, pouco exercício físico significa menos de 30 minutos de atividade moderada cinco vezes por semana ou pelo menos 20 minutos de exercício pesado durante três dias da semana.
Os (verdadeiros) preguiçosos vivem em Malta, aquela ilha que fica no mar mediterrâneo, logo abaixo da Itália – quase 72% deles são inativos. No Bangladesh o pessoal manda bem: só 4,7% não se exercitam muito. No Brasil, entre a população adulta, só 14,1% não se exercitam. E, para variar, os homens fazem mais exercícios físicos do que as mulheres.

Worldwide, 31·1% (95% CI 30·9–31·2) of adults are physically inactive. This value represents the weighted average of the proportion in the countries studied, taking into account population sizes. The frequency of inactivity varied greatly between WHO regions (figure 1): 27·5% (27·3–27·7) of people are inactive in Africa, 43·3% (43·0–43·6) in the Americas, 43·2% (42·8–43·6) in the eastern Mediterranean, 34·8% (34·5–35·1) in Europe, 17·0% (16·8–17·2) in southeast Asia, and 33·7% (33·5–33·9) in the western Pacific. Women are more inactive (33·9%) than are men (27·9%). Additionally, large differences exist between countries (appendix); for example, the proportion of inactive individuals of both sexes combined ranged from 4·7% (95% CI 4·3–5·1) in Bangladesh to 71·9% (31·0–87·2) in Malta.

Conheça o nosso parceiro VIP:Colmeia: O melhor dos blogs

Queniano mata vizinho e tem pena ‘dura’: doar fêmea de camelo

Leraas Lenchura, de 89 anos, acabou por matar à facada um vizinho durante uma disputa por água na região de Nakuru (Quénia). O juiz do caso estabeleceu a pena pelo assassinato: Leraas terá que dar uma fêmea de camelo à família da vítima. Ou, então,  irá para a prisão!

Se optar pela cessão do animal, o queniano ficará em liberdade condicional durante cinco anos, de acordo com o site “Kenya Central”.

A briga deu-se depois que Leraas ter entrado numa fila para ir buscar água a um poço comunitário. Lotiyan Lepakana, de 55 anos, o vizinho, tentou passar-lhe à frente na fila. Leraas não aceitou e começou a discussão. O idoso sacou a faca e golpeou o vizinho.

O juiz aceitou o argumento da defesa: a região é árida e a água é questão de vida ou morte.

Perfume que cheira a “livro recém-impresso”

“Paper Passion” (Paixão de Papel), é assim que se chama um perfume da Geza Schoen criado para a revista Wallpaper*Magazine. A particularidade do perfume é o seu aroma: cheira a livro recém impresso!

A fragância foi desenvolvida por Geza Schoen, Gerhard Steidl, para a revista Wallpaper e contou com a mão do mestre Karl Lagerfeld para elaborar a embalagem. Segundo este: “O cheiro de um livro recém-impresso é o melhor cheiro do mundo.”

Ele vem embalado numa cavidade esculpida no interior de um livro com “textos” de “Karl Lagerfeld, Günter Grass (Prémio Nobel da Literatura em1999), Schoen Geza e Tony Chambers”.

Mas, para quem gosta de livros, pode até alternar este perfume com outro, lançado por Christopher Brosius há 2 anos chamado In the Library e que cheira a … biblioteca! Ele diz ter-se inspirado nos odores da construção dos livros, do couro, do cartão, das colas, dos variados tipos de papel…

Chinês diz que lhe roubaram o pénis enquanto dormia

Um chinês de 41 anos afirma que lhe roubaram o pénis roubado quando dormia, segundo a polícia.

A vítima é Fei Lin, morador de Niqiao, próximo a Wanling, na província de Zhejiang.

Ele afirmou à polícia que estava a dormir por volta das 4h quando os quatro agressores entraram no seu quarto e lhe colocaram um saco na cabeça. “Eles puseram algo na minha cabeça e baixaram minhas calças e entretanto  fugiram”, disse o lavrador, segundo o “Huffington Post”.

“Fiquei tão chocado que não senti nada. Foi então que vi que estava a sangrar, e meu pénis já era.”

A polícia acredita que os agressores eram os parceiros ciumentos de várias mulheres locais com quem Lin tinha casos. Ele, que está hospitalizado a recuperar da agressão, negou ser infiel.

Os socorristas que acorreram ao local e a polícia procuraram o órgão sexual da vítima, mas não encontraram nada. A polícia disse que está à procura de suspeitos.

Preso por mendigar sem licença diz ter ganho 60.000 dólares de esmolas no ano passado

Um americano foi preso em Oklahoma City, nos EUA, sob suspeita de mendigar sem uma licença do governo local para se tornar pedinte, segundo reportagem da emissora local Koco.

Ao ser levado à esquadra, Shane Wayne Speegle disse que pagaria o valor necessário para se legalizar (como mendigo), já que recebeu cerca de 60.000 dólares (por volta de 50.000€) no ano passado apenas em esmolas. Feitas as contas o mendigo auferiu um  “ordenado” mensal a rondar os 4.150€.

“Sou preguiçoso e ganhei 60.000 a pedir no ano passado. Por que procuraria um emprego?”, perguntou.

Nigeriano é ‘violado’ até à morte pelas seis esposas ciumentas

A boa saúde financeira fez um homem de Ugbugbu Owukpa (na Nigéria) casar-se com seis jovens mulheres da região. Mas o reinado do garanhão nigeriano acabou de forma trágica.

De acordo com o “Nigeria Daily News“, Uroko Onoja foi dormir no quarto da esposa mais jovem, depois de voltar de uma festa, de madrugada. Só que as outras mulheres dele apareceram no aposento e exigiram que Uroko fizesse sexo com todas as seis ao mesmo tempo.

Quando estava saciando a quinta esposa, Uroko teve uma paragem respiratória. “De repente, o meu marido deixou de respirar. Todas elas foram embora, a rir. Mas quando viram que eu não conseguia ressuscitá-lo, todas elas fugiram dali”, contou a esposa mais jovem.

Duas das cinco mulheres que “violaram” Uroko foram presas. As outras estão desaparecidas.

Conheça o nosso parceiro VIP:
Colmeia: O melhor dos blogs

Abusada sexualmente pode ser presa por revelar nomes dos agressores

Savannah Dietrich(na foto), de 17 anos, sentiu-se mal e acabou por desmaiar numa festa em Louisville (Kentucky, EUA). Dois rapazes, menores de idade, aproveitaram-se da situação e abusaram sexualmente da adolescente.

A estudante resolveu vingar-se postando no Twitter os nomes dos seus agressores. Além disso, ela postou fotos do ataque sexual na web. “Eu não vou proteger quem tornou a minha vida um inferno”, escreveu Savannah.

Só que a atitude da adolescente pode levá-la a passar até seis meses na cadeia!

“Passei noites a chorar. Eu não podia ir a lugares públicos. Muitos dos meus direitos foram levados por esses garotos”, disse ela ao “Louisville Courier-Journal”.

Os agressores declararam-se culpados e aguardam sentença.

“Se eles (a Justiça) sentirem que é necessário enviar-me para a cadeira por falar sobre o que me aconteceu, em vez de enviar esses garotos para a prisão pelo que me fizeram, então eu não entendo a Justiça”, comentou Savannah, que vai agora ser julgada.

Maldita segunda-feira! 6 curiosidades científicas sobre a segunda feira

Odeia a segunda-feira? Falta disposição para voltar à rotina após o fim de semana agitado? Se sim, não está sozinho. Uma série de descobertas cientificas justificam a aversão à segunda-feira:

– A maioria das pessoas só sorri depois das 11h16…
A pedido de uma empresa britânica, a OnePoll, especializada em pesquisas, entrevistou 2 mil funcionários para saber algumas verdades sobre as segundas-feiras. A primeira conclusão: as pessoas acordam tão mal humoradas às segundas que conseguem esboçar o primeiro sorriso apenas, em média, às 11horas e 16 minutos;

– Aumentam os atrasos para o trabalho (e rende-se menos)
Segundo a pesquisa, pouco mais de 50% dos trabalhadores não chegam ao trabalho a horas. E pior, só conseguem trabalhar verdadeiramente durante três horas e meia. Em compensação, ir ao trabalho pode ser uma boa saída para o mau humor. “Trabalho pode ser o melhor local para ir às segundas. Somos essencialmente homens das cavernas em cidades. Queremos nos sentir parte de uma tribo, então tomamos um café, sentamo-nos e começamos a trabalhar. Depois do ritual, estamos prontos para uma semana produtiva”, diz Alex Gardner, psicólogo envolvido com a pesquisa.

– Os adultos odeiam mais as segundas-feiras
Outra constatação da pesquisa da OnePoll: pessoas entre 45 e 54 anos sofrem mais com o início da semana e gastam cerca de 12 minutos a falar mal da segunda-feira. Quanto ódio.

– Os suicídios aumentam nesse dia…
Os dados são do Instituto Nacional de  Estatísticas da Inglaterra. Segundo eles, 16% dos suicídios entre os homens acontecem em plena segunda-feira – 17% das mulheres também preferem matar-se nesse dia. A preferência pelo sábado e domingo é menor: 13% dos suicídios acontecem durante o fim de semana. Eles também perceberam maior incidência de suicídios após aniversários ou Ano Novo. “Isso pode estar ligado aos recomeços, como Ano Novo, aniversário, ou só o início da semana”, diz Anita Brock, co-autora da pesquisa.

– …os enfartes também
Segundo o British Medical Journal, os casos de enfartes do miocárdio sobem 20% às segundas, em comparação aos outros dias da semana. A causa é previsível: stress e tensão arterial alta por causa do regresso ao trabalho.

– Sexo e televisão ajudam a melhorar seu humor
Ficou ainda mais desanimado? Então fique tranquilo, a pesquisa da OnePoll também revelou as melhores formas de curar o mau humor de segunda: ver televisão, fazer sexo, comprar qualquer porcaria pela internet, comer chocolate, planear as férias.

Limpar a casa pode fazer mal à saúde

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, Los Angeles (UCLA), nos Estados Unidos, acompanharam 30 casais, que trabalhavam fora de casa e tinham pelo menos um filho na faixa etária entre 1 e 10 anos. Eles avaliaram as atividades pós-expediente e os níveis de cortisol (hormona do stress) em cada um dos casais. E, olhem só, quem fazia os trabalhos domésticos em casa depois do trabalho, ao invés de relaxar, não conseguia diminuir o stress acumulado do dia inteiro. Pior: na manhã seguinte, tinham menos energia e disposição do que os outros casais.
A pesquisa ainda enfatiza: “o nosso corpo não responde bem quando tem uma produção alta de cortisol durante todo o tempo; depois de altos níveis durante o dia, espera-se que ele caia durante a noite”. E se continuar assim, segundo a pesquisa, o seu organismo vai ficar mais fraco e você pode até morrer antes da hora.