Terapeuta faz striptease para deixar paciente mais ‘tranquilo’

A pisicoterapeuta americana Sarah White diz ter encontrado uma maneira bastante insólita para fazer com que os seus pacientes se abram com mais facilidade no divã. Sarah tira a roupa, numa prática que ela batizou com “terapia nua”.

Ela cobra 150 dólares (cerca de 108€)  pela primeira sessão, feita pela internet. Depois de estabelecer um contato inicial com o paciente, passa a recebê-lo pessoalmente no seu consultório em Nova York. As consultas feitas ao vivo são mais caras: segundo reportagem publicada no diário eletrónico “The Daily”, cada encontro com Sarah sai por 450 dólares (cerca de 326€).

Quer uma consulta? Aqui.

Prostitutas utilizam o Facebook para atrair clientes

Um professor de Sociologia da Universidade Norte-Americana Columbia realizou um estudo que revela que o Facebook é destacado como a “ferramenta” mais utilizada pelas prostitutas para atrair clientes em Nova York.

Foram questionadas 290 mulheres que trabalham em Manhanttan, das quais 80% afiramaram utilizar páginas na rede social de modo a angariar novos clientes.

Segundo a revista Wired, já em 2008 havia uma grande procura por parte dos clientes nas redes sociais, cerca de 25% procurava profissionais do sexo desta forma.
Devido ao facto de haverem cada vez mais cibernautas a utilizar a Internet de modo a procurar serviços sexuais, as agências de acompanhantes de luxo e clubes especializados em oferta desses mesmos serviços viram os seus lucros diminuir.

Há quem afirme que o facto das redes sociais tal como o Facebook serem utilizadas para estes fins se deve ao facto da política dos termos de utilização ser pouco rígida com estas situações e permitir que tal aconteça.

No mesmo estudo as prostitutas afirmaram ainda utilizar mais do que um telemóvel. Sendo que 19% das que utilizam smartphones priviligiam o iPhone, e 70% o BlackbBerry.

O professor que realizou este estudo defende que a preferência pelo BlackBerry se deve ao facto de causar uma melhor impressão ao cliente, dando um ar mais profissional.

Orgasmo, sono e zonas húmidas já têm dias nacionais

O orgasmo, as zonas húmidas e o sono têm honras de efeméride em Portugal, onde o calendário é rico em comemorações. Aos deputados parlamentares chegam petições sugerindo a criação de dias como o Dia do Cão ou Dia da Fruta.

Em Portugal, qualquer pessoa pode tentar a sorte e criar um “Dia Nacional”. Basta lançar uma petição e angariar pelo menos 1.000 assinaturas para a proposta ser analisada por uma comissão parlamentar. Se à Assembleia da República chegar um requerimento com mais de quatro mil assinaturas, o assunto sobe automaticamente a plenário, explicou à Lusa Luís Nunes da Ponte, assessor do presidente da Assembleia da República. Na actual legislatura o parlamento recebeu três pedidos para a criação de efemérides: o Dia da Natalidade/Dia da Grávida, Dia da Hemocromatose e o Dia da Epilepsia. Até ao momento, só a “Grávida” poderá vir a ser Dia Nacional, já que as outras duas propostas foram recusadas. Durante o anterior mandato, as petições que chegaram à casa das leis revelaram mais imaginação, sugerindo a celebração da Fruta, do Cão ou da Vida ao Ar Livre. Das sete propostas recebidas apenas uma entrou para o calendário: o de Luta Contra a Paramiloidose.

A lista de “dias” é infindável e entre nacionais, europeus, internacionais, mundiais ou universais há de tudo. A Lusa contabilizou 354 efemérides no ano. Existem dias que parecem pequenos para tantos eventos. A 21 de março, por exemplo, celebra-se a Poesia, a Eliminação da Discriminação Racial, a Floresta, o Sono, a Marioneta, a Síndrome de Down e a Árvore. Para os amigos do ambiente, 02 de Fevereiro é Dia do Vigilante da Natureza, mas também das Zonas Húmidas, 14 de Março é Dia Internacional de Luta contra as Barragens e 24 de Abril celebra-se mundialmente o Animal de Laboratório. Para gostos mais ecléticos, pode-se comemorar o Trânsito e a Cortesia ao Volante (05 de maio), o OVNI (24 de junho) ou mesmo o orgasmo (31 de julho).

Mulheres experimentam mais de 21 mil peças de roupa na vida

Este estudo não deve surpreender namorados e maridos já acostumados a ir ás compras com as suas companheiras. De acordo com um estudo inglês, feito pela marca de vinhos Lambrini, a maioria das mulheres experimenta mais de 21 mil peças de roupa em toda a vida (cerca de 40 itens por mês; 480 por ano). Mas só levam para casa a metade.

A pesquisa, que ouviu três mil consumidoras, aponta que uma em cada duas delas se enfia no provador e experimenta coisas mesmo quando não tem intenção de comprar nada. E 85% admitiu que, mesmo depois de provar tanta coisa, arrepende-se sempre de ter comprado algo quando chega a casa. E mais: os mesmos 85% também se arrepende de não ter comprado “aquele vestido imperdível” ou aquele par de sapatos 15% em saldos.

Para mulheres, produtos mais caros são mais atraentes

Investigadores suecos colocaram um grupo de voluntários a degustar duas garrafas de vinho para de seguida darem a sua opinião sobre o quanto tinham gostado de cada uma.

O grupo foi dividido em três. Um dos grupos resultantes  foi informado previamente sobre os preços das bebidas: uma garrafa custava 40 dólares e a outra 5 dólares. Outro grupo apenas soube dos preços após a degustação. Os voluntários do terceiro grupo não souberam nenhuma informação, nem antes nem depois da degustação.

E eis que a noção do preço baixo não influenciou a aprovação ou desaprovação do vinho menos nobre. Mas a do preço alto sim. As mulheres que ouviram que uma das garrafas era valiosa fizeram comentários mais positivos sobre ela do que as que não sabiam da diferença nos preços. Isso mesmo, só as mulheres. “Entre os homens, não foi encontrado qualquer efeito significativo do preço nas avaliações”, diz o estudo.

Será que dá para estender essa preferência pelo luxo para outros sonhos de consumo? Mulheres, confirmam a tendência?
[O estudo na íntegra? Aqui.]

Homem é assassinado em cinema por comer pipocas ‘muito alto’

Um homem de 42 anos foi morto a tiro num cinema de Riga (Letónia), durante a exibição do filme “Cisne Negro”. E porquê? Bem, supostamente por fazer muito barulho a comer pipocas,  segundo relato de testemunhas. A polícia prendeu um suspeito de ser o autor dos disparos – um espectador de 27 anos, segundo o “Telegraph”.

O homicidio aconteceu na parte final pois na tela passavam já os créditos do filme. Cisne Negro é um thriller psicológico que mostra um dançarina de balet que perde o controlo por causa da pressão sobre a sua performance no palco.

Crimes com arma de fogo não são comuns no país báltico de 2,2 milhões de habitantes.

Cientista cria cubo mágico gigante, mas não consegue resolvê-lo

O cientista Oskar van Deventer gastou 1.500 libras (cerca de 1780€) para criar o maior cubo mágico do mundo. O seu quebra-cabeça tem 1.539 peças e mede 30,5 centímetros de largura. Apesar de resolver com facilidades os cubos mágicos tradicionais, Deventer admitiu que não consegue resolver o brinquedo que criou, segundo o jornal inglês “Daily Telegraph”.

Festival na Nova Zelândia oferece milk shake (batido de leite) de sémen de cavalo

Conhecidos pela sua paixão pelos desportos de aventura, os neozelandeses agora estão a chegar aos extremos da culinária: um festival gastronómico vai “oferecer” aos seus visitantes mais corajosos um milk shake (batido de leito) preparado à base de sémen de cavalo.

O iguaria equina estará na cardápio do Festival de Comida Selvagem, realizado todos os anos na cidade de Hokitika, em South Island, junto com outros petiscos como escorpiões crus, besouros cobertos de chocolate e lagartas fritas.

“A ideia é ter tanta energia quanto um garanhão, com duração de uma semana depois de tomar o milk shake”, brincou Lindsay Kerslake, criador de cavalos de corrida e inventor da mistura.

Segundo Kerslake, a bebida que será vendida no festival deste ano, que começa no dia 12 de março, terá o gosto de milk shake e o efeito de bebida energética.

Mike Keenan, um dos organizadores do festival, disse esperar que muitos vão acabar por  beber o milk shake como um desafio – e que ele mesmo está a preparar-se para dar um gole.

“Ok, eu vou provar”, garantiu.

Keenan explicou que o festival começou há 22 anos, como uma maneira de forçar os cidadãos de Hokitika a “saírem da sua zona de conforto” e terem ideias criativas.

Sol faz as pessoas gastar mais dinheiro

Saber que temos que ter cuidado com o sol (exposição solar), todos sabemos. Sabemos também que temos que ter cuidado com o bolso (gastos).  Agora que os dois estão relacionados é que é a novidade!

Investigadores das universidades de Alberta e de Winnipeg, no Canadá chegaram à conclusão que o sol faz-nos gastar mais. Eles analisaram uma série de dados para chegar a esta conclusão. Primeiro, cruzaram seis anos de registos das vendas diárias de uma loja de retalho com o clima de cada dia (e, nos dias de sol, a faturação era maior). Depois, observaram os hábitos de consumo de 33 participantes durante cerca de um mês, sob diferentes condições climáticas (e eles gastavam mais nos dias ensolarados). Por fim, testaram se os voluntários eram mais propensos ao consumismo sob a luz artificial de uma lâmpada, que simulava a do sol (e sim, eles eram). Não ficou dúvida. “Conforme a exposição à luz solar aumenta, (…) os gastos do consumidor tendem a aumentar”, aponta o estudo.

A explicação está no influência imensa que o tempo exerce sobre o nosso humor. Quando está frio, chuva, neve, tendemos a ficar mais quietos e saímos menos de casa. Mas quando o sol espreita, as pessoas também “espreitam”/saiem mais. E, vendo o dia bonito, as pessoas empolgam-se  mais com as coisas. E abrem mais a mão.

Trabalhos domésticos fazem bem à vida sexual

Os casais que mais investem tempo nas atividades domésticas são os que fazem sexo com mais frequência. Foi o que constataram (com certa surpresa, segundo os próprios) investigadores das universidades de Montclair e do Arizona, nos EUA, após analisarem os hábitos de 6877 casais norte-americanos. Faria sentido pensar que o excesso de atividades cansaria os dois e diminuiria a oportunidade para o sexo. Mas não. “Os resultados mostram que os casais que trabalham fora de casa e gastam mais tempo nos serviços domésticos fazem sexo com mais frequência”, diz o estudo. Segundo os investigadores, mulheres e homens que “work hard” também “play hard” – algo como “quem trabalha muito também se divertem muito”. Resumo do estudo aqui.

Israel: equipa de futebol suspensa devido a mistura de religiões

Mariusz Mielniczuk

Holy Mount Zion, uma equipa de futebol foi suspensa da  Maccabi Southern Football League (Israel) numa liga Judaica por ter nas suas fileiras jogadores de outras religiões.

Tudo foi descoberto quando no decorrer de um jogo o árbitro ouviu os jogadores inscritos como Danny Potter e Laub Simon serem chamados de ‘Mariusz “e” Javier “, pelos seus colegas de equipa. No final do jogo, confrontados pelo árbitro eles alegaram que os nomes que os colegas lhes chamaram eram alcunhas.

Os responsáveis pela liga investigaram e, recorrendo ao Facebook, encontraram os perfis dos tais jogadores com os nomes verdadeiros e fotos.  “Danny Potter” era afinal um personal trainer polaco chamado Mariusz Mielniczuk e “Laub Simon” um bancário colombiano chamado Javier Guevara.

A equipa assumiu o que de facto utilizou tal estratagema pois não tinha jogadores suficientes. Os adversários considerarm o fato um desrespeito à comunidade judaica.

Noivo só aceita casar-se após 1 milhão o convencerem no Facebook

Kelly Coxhead, de 32 anos, namora há dez anos Paul Mappelthorpe, 38 anos, de quem é noiva. Mas a inglesa tem encontrado muita dificuldade em fazer o amado marcar a data do casamento.

Recentemente, Kelly viu a sua esperança “renovada”. Paul concordou em casar-se com ela no dia 11/11/2011 se 1 milhão de pessoas se associar num grupo criado no Facebook para convencê-lo a subir ao altar.

Por enquanto, o sonho de Kelly está bem longe de se concretizar: o grupo chamado “I NEED 1 MILLION PEOPLE TO JOIN FOR PAUL TO MARRY ME C’MON GUYS HELP ME lol” neste momento (quarta 16/02) só tem 3.893 membros. (Quem quiser dar uma forcinha pode clicar aqui)

“(a ideia)surgiu de um momento para o outro. Pensei ‘um milhão’ soa bem”, disse o mecânico à agência SWNS. “Quando você pensa que há no mund 6,7 bilhões de pessoas, é menos de 1%. Gostei da ideia de lhe fazer um desafio”, acrescentou.

Os noivos vivem em Swindon (Inglaterra).

Conheça a leis insólitas que, pelo mundo, regulam o sexo

Há quem defina “sexo” como sendo “aquilo que quando é bom é ótimo, mas mesmo quando é ruim ainda é muito bom”.

Cada um terá sua definição e a sua forma de encarar o sexo. Mas se no nosso país podemos viver o sexo com alguma naturalidade, outros países há que detalharam leis especificas sobre o ato. E não pensem que estas leis vigoram apenas em países subdesenvolvidos e/ou do terceiro mundo. Deixo-vos abaixo uma pequena lista de algumas leis sobre e sexo existentes pelo mundo:

  • Em Ventura, na Califórnia, cães e gatos precisam de licença pública para fazer sexo na rua;
  • Em Couer d’Alene, no Idaho, se um policia perceber que um casal está a ter sexo dentro de um carro, ele deve buzinar três vezes e esperar 2 minutos antes de se aproximar do veículo;
  • Em Liverpool, na Inglaterra, a lei autoriza vendedoras a fazerem topless mas apenas em lojas de peixes tropicais;
  • Em Helena, Montana, é proibido que uma mulher dance em cima da mesa de um bar se a sua roupa pesar menos de 2 quilos;
  • Em Alexandria, no Minnesota, o marido não pode fazer sexo com a esposa se ele estiver com o hálito a cheirar a alho, cebola ou sardinha;
  • No estado da Virgínia, é proibido fazer sexo oral e anal. A medida era para conter o homossexualismo. Além disso ainda ficou proibida toda e qualquer posição sexual que não seja o tradicional pai-mãe. como se não bastasse também não pode fazer cócegas nas mulheres;
  • No Líbano, os homens podem legalmente ter relações sexuais com animais, mas têm que ser fêmeas. Relações sexuais com machos são puníveis com a morte;
  • No Bahrain, um médico pode legalmente examinar os orgãos genitais femininos, mas está proibido de olhar diretamente para eles durante o exame. Ele pode apenas olhar através de um espelho. (Quer dizer, por a mão: à vontade! Olhar, nem pensar!) ;
  • Os muçulmanos não podem olhar os genitais de um cadáver. Isto também se aplica aos funcionários da funerária… Os órgãos sexuais do defunto devem estar sempre cobertos por um tijolo ou por um pedaço de madeira;
  • A penalização da masturbação na Indonésia é a decapitação… (Mas… de que cabeça?) ;
  • Há homens em Guam cujo emprego principal é viajar pelo país e desflorar virgens, e são pagos por isso. Razão: Pelas leis de Guam, é proibido virgens casarem-se;
  • Em Hong Kong, uma mulher traída pode legalmente matar o seu marido adúltero, mas deve fazê-lo apenas com as suas mãos. Em contrapartida, a mulher adúltera pode ser morta de qualquer outra maneira pelo marido;
  • Em Cali, na Colômbia, uma mulher só pode ter relações com o seu marido, quando na primeira vez que isso ocorrer, a sua mãe estiver no quarto para testemunhar o acto;
  • Em Santa Cruz, na Bolívia, é ilegal um homem ter relações com uma mulher e a filha dela ao mesmo tempo;
  • Em Maryland, nos EUA, os preservativos podem ser vendidos em máquinas, mas apenas em lugares onde são vendidas bebidas alcoólicas para consumo no local.

Leia também:

Governo francês muda lei para deixar casas de banho mais perto da cozinha

Funcionários têm que pagar taxa para ter mais de 1 mulher na Indonésia

 

Americana é viciada em comer… sabão!

A jovem Tempestt Henderson, de 19 anos, tem uma estranha compulsão. Ela é viciada em comer sabão e chegou a consumir cinco barras e caixas do produto em pó por semana, uma prática que pode causar inflamações graves nos órgãos do sistema digestivo.

Tempestt, que mora na Flórida (EUA), contou ao jornal britânico Daily Mail que sabia que comer sabão era perigoso, mas ignorou os avisos da embalagem e começou a lamber o produto diariamente. Depois, ela passou a consumir as bolhas de sabão durante o banho.

” No chuveiro, eu gosto de me ensaboar com um sabonete verde e lamber as bolhas. À medida que o sabão se desintegra, eu coloco um pedacinho na minha boca e chupo. É divino.”, acrescenta.

A jovem foi diagnosticada com um transtorno alimentar chamado Pica (o nome vem do pássaro Pica pica, conhecido por ter um apetite bastante estranho, sem grandes limitações). Quem tem esse problema sente vontade de comer substâncias não nutritivas e não aceitas culturalmente, como terra, cabelo, cinzas de cigarro e plantas.

Os médicos que tratam de Tempestt dizem que ela pode ter desenvolvido o transtorno por causa do stress e de certos problemas pessoais, como o rompimento com o namorado ou o fato de ela ter de se mudar de casa para frequentar a faculdade.

“A universidade fica a cinco horas de viagem de casa, da minha família, e o stress ficou maior. Sem namorado e com a minha família a milhas de distância, eu fiquei só, triste e deprimida. Eu comecei a consumir sabonete e sabão em pó e o problema ficou maior.” disse.

Ela passou por um tratamento em que os médicos a estimulavam a ter pensamentos positivos que evitassem que ela comesse sabão quando tivesse vontade. Também foi orientada a caminhar bastante e evitar locais onde há sabão.

Ela deixou a faculdade para o tratamento, pois afirma: “Eu não conseguiria voltar para lá, sozinha, num campus cheio de sabão”.

Na Alemanha 25 bombeiros resgataram um cisne negro… de plástico!

Os bombeiros da pacata cidade alemã de Straubing tiveram uma noite arriscada. Eles receberam uma chamada para socorrer um cisne negro que estava preso num lago congelado. O alerta fora feito por pessoas que passavam perto do local e avistaram o animal.

Chegados ao local, a equipa de 25 bombeiros teve uma surpresa: o cisne era de plástico! Ele havia sido colocado ali para afugentar outros pássaros, conforme relatou reportagem do site “Orange News”.

A camada de gelo não estava o suficiente espessa, o que tornou o “resgate” ainda mais arriscado.

“Ainda bem que ninguém ficou ferido. Tudo isso serviu como treino”, disse um bombeiro.