Artista alemão quer transformar morte humana numa “performance”

Gregor-SchneiderSe Duchamp foi ousado demais para o seu tempo pintando bigodes à Mona Lisa, Gregor Schneider, pode ser no mínimo… mórbido. Numa ode à morte, o artista alemão quer convencer doentes terminais a mostrarem como morrer também pode ser belo.

“Quero mostrar uma pessoa a morrer naturalmente ou alguém que acabou de morrer. O meu objectivo é mostrar a beleza da morte”, disse Gregor Schneider ao “The ArtNewspaper”.

O artista afirma que Roswitha Franziska Vandieken, gestora da uma clínica privada em Düsseldorf, vai ajudá-lo a encontrar pessoas dispostas a morrer em público em nome da arte. “Estou confiante que encontraremos pessoas que queiram participar”, disse Scheneider.

O artista disse ainda que gostaria de apresentar a sua “performance” no museu Haus Lange, em Krefeld, na Alemanha. Os responsáveis do museu não querem fazer qualquer declaração sobre o assunto.

Scheneider diz ter ficado fascinado com a ideia de poder representar a morte depois de, em 2000, ter simulado a sua morte numa “performance” no museu Haus Esters. Se o museu não aceitar a proposta, Schneider sublinhou que concretizará o projecto no seu estúdio, em Rheydt, também na Alemanha.

O artista, conhecido pelas instalações pouco habituais, tem neste momento uma exposição na galeria La Maison Rogue, em Paris, que consiste numa série de quartos de tamanho decrescente. Os visitantes têm de entrar sozinhos e, depois de passarem pelos vários espaços, acabam num quarto totalmente escuro. O objectivo é encontrarem uma forma de sair e serem filmados nesse momento.

Fonte: Público

Apanhado a roubar um carro, homem alega que foi um pedido de… Deus!

david-silvaUm homem preso por tentar roubar um carro em Lexington, no estado americano de Kentucky, disse aos policias que estava numa “missão de Deus”.
A polícia disse que David A. Silva, de 36 anos, partiu a janela de um carro num stand de automóveis, na tarde de quarta-feira (28), mas foi apanhado por um segurança antes de conseguir entrar. Ele disse ao vigilante que queria roubar o carro para… Deus!

O segurança segurou Silva até à chegada da polícia. Quando os oficiais o abordaram, ele no inicio disse que se chamava “Seven” (“sete” em inglês).
Fonte: Lex 18 News

Estilistas criam sutiã e cuequinha que brilham no escuro

lingerie2Uma dupla de estilistas da Austrália lançou uma linha de lingerie que brilha no escuro.

Em ambientes iluminados, os sutiãs e as cuequinhas não são diferentes das lingeries comuns. Mas se eles forem expostos à luz no mínimo dois minutos, eles passam a brilhar no escuro.

A ideia é de Jan Hawley e James Sutton, donos da empresa LuminoGlow. Hawley, 55 anos, conta que teve a ideia pela primeira vez quando trabalhava com revenda de têxteis e se deparou com uma empresa que lançou uma linha de tecidos que brilhavam no escuro.

No entanto, a tinta dos tecidos espalhou-se pelas maquinas, causando prejuízo à empresa, que abandonou a linha. Consequentemente, Hawley desistiu de fabricar os sutiãs e cuequinhas com o material.

Depois de alguns anos, a designer resolveu retomar a ideia. Em parceria com uma tecelagem europeia, ela desenvolveu a linha de cuequiinhs e sutiãs com material fosforescente.

A empresa vende o produto na Austrália e em alguns países da Europa, mas pretende agora ampliar o seu mercado.

Fonte: Terra Notícias

Já contribuiu para a Wiki-Kama Sutra!?

kama-sutraCom o argumento de que biliões de cabeças juntas pensam melhor do que apenas uma, a revista Vanity Fair lançou o desafio: criar uma espécie de Wikipédia, mas sobre posições sexuais. Saiba como pode contribuir para a primeira Wiki-Kama-Sutra.

No fundo, a ideia é criar um mega-Kama Sutra online, através das contribuições de todos, seguindo a lógica da Wikipédia, a enciclopédia online gratuita, a qual todos podem completar com os seus conhecimentos.

Neste caso, a Vanity Fair quer alargar o conceito a uma enciclopédia de posições sexuais, “do ridículo ao sublime”.

Para dar o seu contributo, envie o nome e a explicação de uma posição sexual original para o e-mail da revista , que se propõe ilustrar semanalmente a melhor proposta.

Para ter uma ideia, confira no site da Vanity Fair quatro exemplos.
Fonte: Visão

Artista lança álbum sem tocar qualquer instrumento

Ophir Kutiel, aka Kutiman, é um músico e produtor israelita que, em Março deste ano, lançou o seu álbum Thru You na Internet. Ironicamente, foi também da Internet, que retirou todo o material que precisou para compor as sete músicas que disponibiliza neste álbum.
São sete novas músicas que resultam da combinação dos sons de vários vídeos do Youtube.
O projecto foi desenvolvido inteiramente no quarto do artista, que demorou cerca de três meses a copiar, cortar e sobrepor os cerca de uma centena de vídeos diferentes que compõem o álbum. O videoclip de cada música é nada mais do que os vídeos originais usados por Kutiman que afirma no seu site, que o som que ouvimos é exactamente o mesmo que consta nos vídeos que estamos a ver.
No website oficial, podemos ouvir e ver todas as faixas bem como uma listagem de todos os vídeos usados em cada música.

O projecto está a ser um sucesso. Em apenas uma semana, o website teve mais de um milhão de visitantes, o que resultou no “crash” temporário.
Segundo o músico, esse sucesso está relacionado com o carácter inovador da música e da experiência social que a montagem representa. Foram enviados cerca de vinte e-mails por três pessoas ligadas ao projecto, divulgando-o. A partir daí a palavra passou, essencialmente pelo Twitter, o que o torna provavelmente, na primeira estrela musical nascida na euforia do Twitter

UPDATE: Setembro de 2014

Kutiman – Thru You Too – NO ONE IN THIS WORLD


Fonte:cibber.net

Mulheres “espiritualizadas” fazem sexo com mais frequência

casal-sexoUma nova investigação realizada nos Estados Unidos mostra que a espiritualidade tem uma grande influência sobre a vida sexual de jovens adultos, principalmente mulheres. O factor mostrou-se mais importante que a religião, a impulsividade e o álcool.

O estudo, realizado na Universidade de Kentucky, foi feito através de um questionário com 353 alunos – sendo que 215 eram mulheres. O questionário perguntava sobre os hábitos dos alunos quanto ao uso de álcool, a impulsividade, a religiosidade e espiritualidade e práticas sexuais.

Os resultados mostram que as mulheres com maiores níveis de espiritualidade fazem sexo com mais frequência, mas a espiritualidade não tem o mesmo efeito sobre os homens. De acordo com Jessica Burris, co-autora do estudo, os homens mais espirituais podem fazer menos sexo porque é comum que eles não vejam o sexo como uma porta para a intimidade emocional.

Já para as mulheres, a espiritualidade foi a razão mais comum para um maior número de parceiros sexuais, frequência de relações e a tendência de fazer sexo sem protecção. Segundo os autores, a espiritualidade pode ser vista quase como um factor de risco para as mulheres jovens.

Segundo Burris, as qualidades da espiritualidade que afectam a sexualidade são a conectividade com outras pessoas, a universalidade e a realização de preces. Porém, é a conectividade que tem o papel mais importante sobre a sexualidade feminina: “A crença de que existe uma relação íntima com outros humanos e que essa conexão e harmonia são indispensáveis podem levar a mulher a acreditar que a intimidade sexual possui algum tipo de qualidade transcendental”.

Porém, é mesmo a espiritualidade que torna as mulheres mais sexuais ou ela simplesmente implica numa mentalidade mais aberta, que se manifesta através do sexo? A investigadora acredita que é a primeira opção: “Embora a espiritualidade possa estar relacionada com outras variáveis que mostram relacionamentos semelhantes com a sexualidade e práticas sexuais, o que observamos não pode, na minha opinião, ser explicado por outras variáveis”, diz.

Fonte: hypescience

Sete mulheres são presas após mostrarem seios em gravação de vídeo

Seis mulheres foram presas na quinta-feira em Yulee, na Flórida (EUA), após mostrarem os seios durante a gravação de um vídeo ao estilo de “Girls Gone Wild”.

O vídeo estava a ser gravado num bar. Após uma denúncia, foram enviados alguns polícias à paisana da esquadra do condado de Nassau para investigar a denúncia, já que negócios de orientação sexual e nudez pública são proibidos no condado.

Ao todo, 16 pessoas foram detidas durante a gravação de “Girls Gone Wild”, que é uma popular série de vídeos onde mulheres se expõem diante das câmaras em locais públicos como bares, discotecas, festas, algumas das vezes com um teor alcoólico elevado e onde mostram tudo…

De acordo com a polícia, os clientes e a equipa de filmagem incentivavam as mulheres a mostrar os seus seios. Eles também pediram para elas atirassem tinta de spray umas às outras para que as cenas pudessem ser gravadas.

Quando cumpriram os pedidos, Carmyn Ryan Jefferson, de 19 anos, Justine Demers, de 21, Lorie Tipton, de 29, Diane Mickey, de 21, Carolyn Mendez, de 19, Cathy Mendez, de 18, e Tiffany Bell, de 29, acabaram presas acusadas de exposição indecente.

Além das sete mulheres, foram detidos o dono do bar, Kim Karim Bateh, os empregados Paul Simmons e Robert Illo, os clientes Jack Clark e Gary Deehan Jr. e outras quatro pessoas.

Fonte: G1 | Florida Times-Union

Professora pode ser despedida após posar nua para site pornográfico

A professora Rachel Whitwell, de 26 anos, pode ser despedida de uma escola na Nova Zelândia depois de posar nua para o site australiano de uma revista pornográfica.

Rachel, que é namorada de Steve Crow, que trabalha no ramo pornográfico, está a ser investigada pelo conselho de professores da Nova Zelândia. Ela aparece em seis fotos no site, sendo duas nuas e outras duas em topless.

Em entrevista ao site da revista “Penthouse”, ela contou que já escreveu contos eróticos e tem o seu próprio estúdio de “pole dance” ( dança no varão).

Para o director do conselho de professores, Peter Lind, o facto da professora se  ter exposto pode interferir no seu trabalho. “O que é privado e o que é público é sempre uma área cinzenta, mas, quando eles se cruzam, nós investigamos”, destacou ele.

O contrato de Rachel vai até setembro de 2011. Ela leccionou na escola Yendarra, em Otara, até há um ano atrás, quando se afastou para passar mais tempo com a sua filha. Mas ela pretendia voltar a dar aulas.

Rachel disse que as fotos nuas não vão afectar a sua capacidade de ensinar e de se relacionar com os alunos. “As pessoas vão confirmar que sou uma professora muito boa”, disse ela.

Fonte: G1 | Stuff

Sem dinheiro, cidade americana usa cabras para limpar área pública

cabrasSem dinheiro para fazer a limpeza de uma área pública onde os moradores fazem caminhadas, a cidade de Andover, no estado de Massachusetts (EUA), vai utilizar seis cabras para manter o local limpo.

O gerente de projectos especiais da Comissão de Conservação de Andover, Bob Decelle, destacou que a iniciativa beneficia todo a gente, já que a cidade, as cabras e o meio ambiente saem a ganhar.

Para Gail Ralston, membro da comissão, o momento económico difícil pede “ideias criativas”.

Além disso, conforme Decelle, não haverá custo para a cidade, pois os animais serão emprestados pela moradora Lucy McKain, que cria cabras leiteiras. O gerente disse acreditar que os caprinos podem limpar até 16.000 metros quadrados.

Fonte: G1 |  The Boston Globe

Executivo inglês é condenado por roubo de 6.400 peças de roupas femininas

lingerie1Um executivo de um banco inglês foi condenado na semana passada por roubar roupas femininas numa loja de uma rede popular no Reino Unido.

Segundo jornais britânicos, David O’Connell, de 48 anos, foi considerado culpado pelo sumiço de 6.400 itens de uma unidade da Marks and Spencer, num total de 119  mil libras – mais de 129 mil €.

A polícia encontrou as peças, inclusive cuequinhas e sutiãs, guardadas em caixas e armários da casa de O’Connell, em Coventry. O juiz Simon Hammond disse que o executivo tem um “fetiche por roupas femininas” e que poderia ter comprado todas as peças roubadas

Fonte: G1

Vaca é resgatada do oitavo andar de um prédio na Rússia

vacaUma equipa de socorristas russos precisou nesta sexta-feira (23) de mais de duas horas para resgatar uma vaca que foi encontrada pelos moradores de um edifício no vão das escadas entre o oitavo e o nono andar.

O incidente ocorreu na cidade de Shezhinsk, nos Urais, onde vários moradores do edifício, surpreendidos com os mugidos do animal, ligaram para o serviço de emergência.

“No princípio pensámos que fosse uma piada, e só reagimos quando começaram a chover ligações similares de outros moradores”, explicou um porta-voz do serviço de emergência à agência “Interfax”.

Ao chegar no local, os socorristas depararam-se de facto com uma vaca assustada, situação insólita que ninguém conseguiu explicar como ocorreu, já que o prédio não tem elevador de carga e dispõe de porta automática.

“Primeiro, os socorristas começaram por tirar a corda que se encontrava ao pescoço da vaca, que no início reagiu assustada ás tentativas de resgate. Com o passar do tempo, conseguimos transmitir confiança ao animal e depois de duas horas conseguimos retirá-la e colocá-la em liberdade”, disse o porta-voz.

Ao chegaram à rua, a dona da vaca aguardava desesperada, convencida de que o animal havia sido roubado.

Fonte: G1 | Interfax

Americana é presa por assistir a filme pornográfico com janela aberta

nicole-annA americana Nicole Ann Altendorf foi presa na sexta-feira passada (dia 16), em Grand Forks, na Dakota do Norte (EUA), por assistir a um filme pornográfico a janela aberta, permitindo que ele pudesse ser visto e ouvido pelos alunos de uma escola.

Quando o policia Dylan Schauer chegou à residência de Nicole Altendorf, o filme porno ainda estava a ser exibido na televisão. Ele destacou que tentou falar com a mulher, mas sem sucesso. “Ela recusou-se a sair e resistiu à prisão”, afirmou Schauer.

De acordo com o relatório policial, a mulher desferiu vários pontapés contra o agente quando estava a sendo colocada na viatura. O documento informou ainda que o vídeo pornográfico era visível a partir da escola e também da rua, já que a mulher estava com a janela aberta.

O advogado de Nicole, Ted Sandberg, disse que o incidente foi um caso isolado na vida da sua cliente. “Ela não é certamente um perigo para a comunidade”, afirmou. A mulher deixou a cadeia após pagar 4.000 dólares (2.660€) de fiança. Ela terá que comparecer numa audiência no dia 16 de novembro.

Fonte: G1 | Grand Forks Herald

Procurado pela Interpol trabalhava como guarda em prisão americana

Michal-PreclikProcurado pela Interpol  acusado de tráfico de drogas e fraude, o checo Michal Preclik, de 32 anos, foi encontrado numa prisão nos EUA. Não, não era um dos detidos mas sim um dos guardas de uma prisão de alta segurança no estado de Nebraska (EUA).

A instituição correccional estadual de Tecumseh, na qual estão presos os criminosos mais perigosos de Nebraska, contratou Preclik há um ano, sem saber que ele era procurado pela Interpol.

O fugitivo(/guarda) foi detido dois meses depois de ter sido promovido de função na prisão. “É inacreditável que o estado de Nebraska contrate criminosos internacionais”, disse o senador Heath Mello.

Devido ao erro constrangedor, o Departamento de Serviços Correcionais está a rever as suas práticas de contratação.

A porta-voz Dawn Renee Smith disse que a prisão vai tomar precauções para que os seus funcionários não tenham mandados pendentes.

Página da Interpol: aqui.

Fonte: G1

Test drive de 1.500km leva americano para a prisão

1017Kot_AlehO norte-americano Aleh Kot, de 32 anos, foi preso em Janesville, no estado do Wisconsin (EUA), acusado de ter raptado um vendedor de carros e ter conduzido durante mais de 1.500 km… durante um test drive!

As autoridades informaram que o suspeito foi detido próximo a Edgerton, no Wisconsin, na última sexta-feira, por excesso de velocidade, condução perigosa e por conduzir o veículo sem a autorização do proprietário.

Kot havia ido a uma concessionária em West Springfield, em Massachusetts, para fazer o test drive, mas acabou atravessando vários estados americanos, como Nova York, Pensilvânia, Ohio e Illinois, antes de ser preso no Wisconsin.
Fonte: G1 | Janesville Gazette