Fev 8, 2018
198 Visitas

Vietnamita viveu 40 anos isolado na selva por achar que a Guerra do Vietname não tinha acabado

Escrito por

Um vietnamita de 47 anos revelou como viveu numa selva isolado do mundo durante 40 anos acreditando que a Guerra do Vietname não tinha acabado.

Ao lado do pai, que chegou a combater tropas americanas, Ho Van Lang fugiu do pequeno vilarejo em que vivia, em 1971, e refugiou-se numa região de selva bastante fechada na província de Quang Ngai, que era uma fortaleza dos “vietcongs” (soldados vietnamitas do Norte comunista que combatiam as forças americanas, que apoiavam o Sul, capitalista).

Ho sobreviveu a comer alguns roedores que costumava capturar na mata. Ele tornou-se numa espécie de Tarzã da vida real: morava em árvores e usava roupas feitas com a vegetação. Além disso, Ho e o pai faziam utensílios de sobrevivência com restos de bombas. Eles também tinha uma pequena horta e plantavam tabaco.

Ho foi achado por um irmão em 1983, mas recusou-se a deixar a selva bem como a acreditar que a guerra já havia terminado.

Em 2013, Ho e o pai, de 85 anos, foram encontrados e retirados da selva por autoridades locais, sendo forçados a viver na “civilização”. Hoje eles moram numa casa “normal”. A adaptação ainda é difícil.

A Guerra do Vietname durou de novembro de 1955 a abril de 1975, terminando com a derrota dos EUA.

Tags dos artigos
·
Categorias dos artigos
Fora de Série

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *