Jan 25, 2014
1032 Visitas

Homem que doou sémen a casal de lésbicas é obrigado a pagar pensão

Escrito por

doação sémenUma juíza do Kansas determinou que um homem (na foto), de 46 anos, que doara sémen a um casal de lésbicas pague pensão alimentícia, apesar de as partes terem assinado um documento que excluia William Marotta das obrigações legais como pai biológico da criança que seria gerada.

Segundo a juíza Mary Mattivi, William e o casal não cumpriram a lei estadual, que exigia a presença de um médico licenciado durante a inseminação artificial. Essa violação, afirmou a magistrada, mantém todos os deveres de William como pai, segundo o “Topeka-Capital Journal”.

Em 2009, William respondeu a um anúncio de Jennifer Schreiner e Angela Bauer no site de classificados Craigslist. Um ano depois da doação de sémen, Jennifer deu à luz.

Só que, pouco depois do nascimento da criança, o casal separou-se. Após dois anos, Angela sofreu uma lesão e ficou impossibilitada de trabalhar. Jennifer entrou, então, com pedido de pensão do governo. O pedido foi negado.

O estado do Kansas resolveu recorrer ao pai biológico, pedindo nos Tribunais que William pagasse a pensão para a criança do filho que ele gerara. O estado venceu a batalha.

Categorias dos artigos
Insólito

Comenta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *